Faculdade Mental
PENSE! - 13/05/2009

  

PENSANDO NO CALHAMBEQUE DO FUTURO

F-CELL ROADSTER CONCEPT
English:
http://www.carbodydesign.com/archive/2009/03/27-mercedes-benz-f-cell-roadster/
See more photos:
http://www.carbodydesign.com/gallery/2009/03/27-mercedes-benz-f-cell-roadster/10/
Há 100 anos os carros tinha joystick no lugar de volante, eram superleves e boa parte usava motor elétrico. Epa: eram carros do futuro! Os designers da Mercedes se tocaram disse e retomaram a linha calhambeque com o F-Cell Roadster. É um carro-conceito, que pode ou não ser lançado. Mas trata-se de uma alternativa charmosa para um mundo em crise, com motor elétrico movido a hidrogênio e 1,6 cavalo de potência - 40 vezes menos que um Celtinha! 
Fonte: Super Interessante - Edição 265 - Maio 2009.
Veja mais fotos:
http://www.carbodydesign.com/gallery/2009/03/27-mercedes-benz-f-cell-roadster/10/
Leia mais:
http://www.webmotors.com.br/wmpublicador/Tecnologia_Conteudo.vxlpub?hnid=41793


MUDANÇA GERAL
Caros alunos,
Convido todos vocês para assistirem ao *reality show* "Mudança Geral" do qual o Instituto Akatu participa. O programa, veiculado durante todo o mês de maio, acompanha uma família vivendo a experiência de adotar práticas sustentáveis de consumo em seu cotidiano. Vale à pena!
Para saber mais informações e/ou assistir ao programa do domingo passado, basta acessar o seguinte site:
http://blog.akatu.org.br/mudancageral/category/1a-semana/
Um abraço
Professora Adriana Fileto


DOE SANGUE
Os Bancos de Sangue dos hospitais brasileiros estão sempre com estoques reduzidos. As pessoas costumam pensar em doar sangue somente quando algum conhecido tem uma cirurgia e precisa de doadores. Não tirar essa ideia da cabeça, já é uma grande ação. Doe sangue.
Fique informado: http://www.huav.com.br/sangue.htm
O banco de sangue do Hospital Felício Rocho em Belo Horizonte é um exemplo.
Local de doação = Rua Juiz de Fora, 861 – Barro Preto (ao lado 12ºBI)
Telefones (31) 3335-6600 / 3295-4584 / 8466-3672 / 8466-9493
Atendimento – Segunda à sexta-feira de 08:00 às 13:00 horas
Sábados a partir das 08:00 horas (atendimento com hora marcada)
http://www.feliciorocho.org.br/hfr08/


OS MILIONÁRIOS PRÊMIOS DA CIÊNCIA
Em março de 1900, o milionário francês Henry Deutsch anunciou que daria 100 mil francos ao inventor de uma máquina voadora capaz de percorrer um circuito de 11 quilômetros contornando a Torre Eiffel. Alberto Santos Dumot chegou a fazer voos diários com seu N-4, dirigível com motor de sete cavalos-vapor.
Por mais de um ano dedicou-se a reformar o projeto. Em 19 de outubro de 1901, comandando os 20 cavalos-vapor do novo N-6, o brasileiro conseguiu.
Conquistou o prêmio Deutsch, doou parte do dinheiro aos pobres de Paris e foi viver na história com um dos maiores aeronautas de seu tempo.
"Premiações científicas são uma forma de reconhecimento e incentivo a trabalhos desenvolvidos ao longo de anos", afirma Belita Koiller, pesquisadora de física da UFRJ. Em 2005, ela levou US$ 100 mil do prêmio L'Oréal/Unesco por seus estudos sobre propriedades quânticas de elétron em materiais semicondutores.
"O que fiz com o prêmio? Nada fantástico. Visitei meu marido nos EUA algumas vezes, reformei a casa... No fim, o prestígio é o que fica, tanto que estou conversando com você anos depois de o dinheiro acabar."
OS DESAFIOS
Aquecimento Global = US$ 25 milhões
Como chama? Virgin Earth Challenge
Quem organiza? Sir Richard Branson
Quer tentar? Invente um mecanismo para remover da atmosfera um bilhão de toneladas de CO2 por ano.
Qual a finalidade? Combater o efeito estufa e reduzir o aquecimento global.
Até quando me inscrevo? 9 de fevereiro de 2012.
http://www.virginearth.com/
Elevador Espacial = US$ 2 milhões
Como chama? Elevator 2010
Quem organiza? The Spaceward Foudation
Quer tentar? Apresente um protótipo de elevador espacial que seja rápido e use energia solar. E, sim, a ideia de conectar o planeta ao espaço por meio de um gigantesco cabo existe e é endossada pela Nasa.
Qual a finalidade? Aposentar os foguetes e baratear a exploração espacial.
Até quando me inscrevo? Outono de 2009 (no hemisfério sul).
http://www.spaceward.org/elevator2010-pb
Robô Lunar = US$ 20 milhões
Como chama? Google Lunar X Prize
Quem organiza? Google e X Prize Foundation
Quer tentar? Envie à Lua um robô com autonomia para percorrer 500 metros e que transmita dados para a Terra.
Qual a finalidade? Incentivar a exploração espacial privada.
Até quando me inscrevo? 31 de dezembro de 2014.
http://www.googlelunarxprize.org/
Breno Castro Alves - Fonte: Galileu - Número 214 - Maio 2009.


EDUCAÇÃO - APERTO
Até o fim de junho sairão as novas regras para o recredenciamento de universidades no Brasil. O Conselho Nacional de Educação e o MEC vão arrochar a avaliação. Faz sentido. Das 183 instituições, 74 não oferecem um só curso de doutorado e/ou mestrado aos alunos.
Ricardo Boechat - Fonte: Isto É - Edição 2061.
Conselho Nacional de Educação -
http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12449&Itemid=754


EM 400 ANOS, PROVAS QUASE NÃO MUDARAM
Apesar da revolução científica e de avanços na pedagogia, a noção de prova escolar sofreu muito poucas alterações desde sua criação pelos jesuítas quatro séculos atrás.
Tamanha estabilidade se justifica: o conceito funciona. Não é preciso mais do que fazer algumas perguntas aos alunos para distinguir aqueles que dominam a matéria dos que aprenderam pouco. Embora muitos tentem, é difícil enganar uma prova.
Mesmo testes de múltipla escolha, criticados por nove entre dez pedagogos, são bastante eficientes na hora de separar bons de maus alunos.
Estudo da Fuvest divulgado em 2005 mostrou que, se a segunda fase do exame (da qual constam as questões dissertativas) fosse eliminada, a relação final dos aprovados mudaria pouco, de 3% a 6%. Ou seja, em um curso com 50 vagas oferecidas, no máximo três vestibulandos que não estivessem entre os 50 mais bem posicionados nos testes da primeira etapa seriam aprovados por conta de seu desempenho nas respostas escritas.
Isso não significa que não haja vantagens em substituir os vestibulares pelo Enem. Elas existem e são muitas. As mais palpáveis são de ordem logística. O candidato a uma vaga no ensino superior não precisaria mais submeter-se a uma maratona de provas. Também seria poupado das múltiplas taxas de exame cobradas pelas universidades.
Igualmente interessante, o sistema de ensino superior ganharia mobilidade. Um aluno formado no Nordeste, por exemplo, munido de sua nota nacional teria melhores condições de pleitear vagas em instituições do Sudeste.
Outro efeito positivo tende a dar-se sobre a organização dos "curricula". Atualmente, são os principais vestibulares que, numa inversão de papéis, acabam definindo o que as escolas ensinam. Um colégio pode até querer ensinar linguística em vez de gramática prescritiva ou mecânica quântica no lugar de física newtoniana -posições em princípio justificáveis-, mas dificilmente o fará porque precisa responder à demanda de preparar seus alunos para o vestibular.
Se o novo Enem de fato ganhar aceitação e firmar-se como uma prova que valorize mais a capacidade de raciocínio do que a memorização de conteúdos, as escolas não precisariam desdobrar-se para cobrir toda a matéria exigida nos vestibulares. Reencontrariam, então, espaço para trabalhar melhor o que consideram ser suas prioridades e até para experimentar um pouco mais.
Hélio Schwartsman - Fonte: Folha de S.Paulo - 14/05/09.


O PERIGO DO GROUPTHINK
Wall Street, o centro financeiro norte-americano, foi eleito sem concorrência o vilão da crise atual. Em uma recente entrevista concedida ao jornal The Washington Post, Warren Bennis, decano professor de liderança da Universidade do Sul da Califórnia, examina as raízes comportamentais do drama econômico. Para Bennis, os líderes das instituições financeiras perderam o contato com a realidade. O problema não está nas “maçãs podres”, mas na seleção contínua dos gananciosos mais espertos das melhores escolas de negócios, a criar um sistema fechado, uma cultura corporativa autocentrada, que perdeu a capacidade de perceber a realidade fora de seus limites.
Toda organização socializa seus funcionários, provendo-lhes definições, explícitas ou implícitas, do que é considerado certo e errado. Empresas industriais valorizam o perfeccionismo dos engenheiros. Agências de propaganda estimulam a agressividade dos vendedores. Instituições financeiras promovem a ambição pelo dinheiro e o desejo de riqueza. Sem a contraposição de controles e princípios éticos, essas características podem gerar comportamentos patológicos, isolando os gestores do ambiente externo e tornando-os autorreferenciados. É a armadilha do groupthink, ou pensamento grupal.
O termo "groupthink" foi cunhado na década de 1950 pelo sociólogo William H. Whyte, para explicar como grupos se tornavam reféns de sua própria coesão, tomando decisões temerárias e causando grandes fracassos. Na literatura de gestão, o caso da tentativa de invasão da Baía dos Porcos é tido como exemplo clássico. Em abril de 1961, um grupo de exilados cubanos, treinados e equipados nos Estados Unidos, tentou invadir a ilha e derrubar o jovem governo de Fidel Castro. A CIA e o governo norte-americano apostavam no sucesso rápido de mais uma aventura caribenha. O ataque durou menos de uma semana, resultou em centenas de mortes de lado a lado e azedou de forma irremediável a relação entre Cuba e os EUA.
Análises posteriores atribuíram o fracasso da operação à incompetência da CIA. A agência teria superestimado o apoio dos cubanos à causa dos rebeldes e baseado suas decisões em premissas otimistas, que não se concretizariam. Após o episódio, diretores importantes foram forçados a renunciar. Consta que Che Guevara, irônico, chegou a enviar uma mensagem ao presidente John F. Kennedy agradecendo pela invasão, que teria fortalecido substancialmente a causa revolucionária.
Os manuais de gestão definem groupthink como um processo mental coletivo que ocorre quando os grupos são uniformes, seus indivíduos pensam da mesma forma e o desejo de coesão supera a motivação para avaliar alternativas diferentes das usuais. Os sintomas são conhecidos: uma ilusão de invulnerabilidade, que gera otimismo e pode levar a correr riscos; um esforço coletivo para neutralizar visões contrárias às teses dominantes; uma crença absoluta na moralidade das ações dos membros do grupo; e uma visão distorcida dos inimigos, comumente vistos como iludidos, fracos ou simplesmente estúpidos.
Organizações marcadas pelo groupthinking exercem enorme pressão sobre seus membros. Diante de ameaças à conformidade, elas neutralizam ou expulsam os mais rebeldes. Com o tempo, desenvolvem sofisticados sistemas de autocensura, inibindo visões críticas. Essas organizações podem se tornar ambientes silenciosos, caracterizados pelo cinismo ou pelo medo de expor posições que contradigam a visão oficial.
Tão antigo quanto o conceito são as receitas para contrapor a patologia: primeiro, é preciso estimular o pensamento crítico e as visões alternativas à visão dominante; segundo, é necessário adotar sistemas transparentes de governança e procedimentos de auditoria; e, terceiro, é desejável renovar constantemente o grupo, de forma a oxigenar as discussões e o processo de tomada de decisão.
Os estudos clássicos sobre groupthink foram feitos sobre grandes fiascos militares norte-americanos: a citada tentativa de invasão da Baía dos Porcos, em 1961, a escalada da Guerra do Vietnã, de 1964 a 1967, e a recente Guerra do Iraque, iniciada em 2003. Para cada uma dessas grandes catástrofes há centenas de pequenas tragédias, que ocorreram, e continuam a ocorrer, no mundo dos negócios.
Este escriba desconhece estudos realizados em Pindorama sobre o tema. Perdem os pesquisadores locais a chance de explorar riquíssimo material nas hostes corporativas e, especialmente, nos chamados poderes do descampado central. Quiçá a capital federal possa entrar inteira para o Livro dos Recordes, como o maior caso de groupthink do mundo.
Thomaz Wood Jr. - Fonte: Carta Capital - Edição 545.


SER FELIZ É PARECER FELIZ
Comecei a filmar um filme sobre a "busca da felicidade", essa ideia fixa do Ocidente, transcrita até na Constituição norte-americana. No filme, não trato da "bem-aventurança" atual, mas de uma felicidade "de época", ao final dos anos 50. Não havia ainda a abertura "psicológica" de hoje; a felicidade se encolhia pelos cantos de um cotidiano reprimido, temeroso de grandes alegrias, dentro e fora das famílias. Era quase feio demonstrar muito prazer, como se a risada fosse um luxo. Minha avó aconselhava: "Cachez votre bonheur" (esconda sua felicidade)… Era diferente do narcisismo compulsivo que vemos agora, com ricos, jovens e famosos expondo suas gargalhadas na mídia.
Felicidade muda com a época. Antigamente, a felicidade era uma missão, a conquista de algo maior que nos coroasse de louros; a felicidade demandava o sacrifício. A felicidade se construía. Hoje, felicidade é ser desejado, consumido. Confundimos nosso destino com o destino das coisas. Uma salsicha é feliz? Os peitos de silicone são felizes?
Já escrevi sobre isso e volto agora por causa do filme, ao examinar com fascínio as revistas mundanas. Olho com inveja e rancor as fotos dos afortunados, pois todos são mais felizes do que eu. Ser feliz é parecer feliz.
A dúvida e as dores da vida são ocultadas. Já houve tempo em que era chique não sorrir; já houve os olhos fundos dos existencialistas, a cara abatida dos "beats", fotografias em que o espectador era olhado com desprezo acusatório. Hoje, as celebridades parecem dizer: "Azar o teu por não estares aqui, ‘seu’ anônimo. Aqui, não há fracassos, não há o inconsciente. Ninguém pode deprimir. Tristeza não é comercial. Tudo é claro e óbvio como nossas gargalhadas".
Na felicidade industrializada, só o excesso é valorizado. Não há a contemplação elegante da delicadeza, nem a tradição de uma feliz sabedoria, de uma serenidade discreta. Nossa felicidade não é minimalista; está mais para uma imitação carnavalesca de Luís XIV.
As personagens da mídia feliz vivem como se não houvesse armadilhas na existência; apenas o narcisismo óbvio é cultuado como sendo o ideal a atingir. Esse conceito redobrou em força depois que morreram os antigos agentes da dúvida, os socialismos e desbundes. Assistimos ao triunfo da caretice disfarçada de libertação.
As fotos dos deslumbrados e deslumbrantes não precisam de caricatura; elas se criticam sozinhas, elas são paródias de si mesmas.
"Estaremos aqui para sempre, eternos em nossas baladas e desfiles - parecem dizer -: conquistamos isso tudo, esses cães de luxo, essas sopeiras de porcelana, esse vaso Ming falso".
Muito importante é ver, nas fotos de milionários e colunáveis, a cenografia onde eles pousam como peixes em aquários de luxo, orgulhosos de seus tesouros: as casas e eles mesmos.
Não se veem vestígios "dark". Tudo é novo, tudo brilha, tudo é presente. Contra o decorrer do tempo, existem os "makeovers", jorros de silicone e bochechas de botox. Para essa gente, não houve crises e mudanças no mundo. Não houve anos 60, nem guerras quentes e frias, nem fraturas ideológicas, muros caídos, fim de utopias, nada. Não aprenderam nada e não esqueceram nada, como disseram dos Bourbon.
Nas fotos, só aparecem gestos e coisas que gritam: lustres de cristal, galgos de bronze com olhos de safira, mármores falsos, ouro de tolos, ninfas de marfim, objetos no estilo catete-gótico, "barroco Teodoro Sampaio" ou "Early Lar Center", atacando a arte contemporânea numa blitz feroz.
A decoração dos ambientes é para eles ou eles são para a decoração? As pessoas combinam com a casa. Uma vez, uma perua me perguntou como era o restaurante aonde iríamos para botar uma roupa que combinasse. É extraordinário como para eles tem de haver continuidade no mundo, uma coisa puxando a outra, numa lógica que começa num elefantinho de prata e acaba na ideia de Deus.
Em muitas fotos parece não haver figura e fundo. Há fotos em que os eternos felizes pousam orgulhosos diante de seus retratos, criando um efeito narcísico de espelhos infinitos. Quem está ali? A dona ou o retrato?
Tudo ali é controlado pela ideia de simetria total. O abajur tem seu par, o castiçal tem seu par, o marido abraça a mulher em perfeita perspectiva com as duas colunas romanas que os ladeiam, e todos os pecados se apagam ali no sereno tapete e no brasão do jaquetão de comodoro. Tudo passa a ideia de autossuficiência, de ilha de paz e tranquilidade, realização do ideal de casa, contra a rua do mundo. São abrigos contra o mundo, são abrigos anti-atômicos num estilo rococó que resiste a todos os avanços do bom gosto; ali pode-se viver, andar de cavalinho de plástico na piscina e rolar no veludo durante qualquer catástrofe econômica ou política. Nada os atingirá.
Os "venturosos" contemporâneos não se contentam em mostrar seus bens, caras e bocas; sentem-se tão acima de nós que adoram exibir e justificar qualquer vício, perversão ou vexame que cometam. Não há mais nada a esconder; ao contrário - eles têm o prazer de ostentar uma mentirosa autoconsciência, como se tivessem controle sobre o que são. "Ah, sim, eu já me prostituí muito, sim, eu gosto de transar em mictórios públicos, sim, me excita até ver cenas de crimes ou chacinas - me sinto liberado, sabe? Mas, tudo numa boa, sacou? Sou livre e maduro..."
Mas, afinal, temos liberdade para desejar o quê? Bagatelas, mixarias, uma liberdade vagabunda para nada, para rebolar o rabo em revistas, uma liberdade fetichizada, produto de mercado disfarçado de revolta de festim. Somos livres dentro de um chiqueirinho de irrelevâncias, buscando ideais como a bunda perfeita, recordes sexuais, sucesso sem trabalho, a fama em vez do merecimento. Não precisamos fazer nada ou saber nada. Basta aparecer, pois o pior castigo é o anonimato.
No futuro (se houver algum…), essas colunas e revistas de ricos e famosos serão uma valiosa contribuição para a semiologia da nossa caretice.
Arnaldo Jabor - Fonte: O Tempo - 12/05/09.


ESCOLA DE MILITÂNCIA
É fácil confundir a escola da aldeia de Mohri Pori com um celeiro. Ela tem chão de terra e não é iluminada, e corvos invadem suas janelas sem vidros. Numa classe de 140, muitos alunos têm de ficar no pátio.
Mas, se o Estado esqueceu as crianças do local, os mulás não as deixaram de lado. Com a educação pública em frangalhos, as famílias mais pobres do Paquistão recorrem às madrassas (escolas islâmicas), que dão casa e comida às crianças enquanto promovem um islã mais militante do que o tradicional.
As escolas não oferecem praticamente nenhuma instrução senão a memorização do Corão, criando um banco de jovens mentes simpáticas à militância religiosa. Numa análise dos perfis dos homens-bomba que agem na Província do Punjab, leste paquistanês, a polícia local disse que mais de dois terços frequentaram madrassas.
"Estamos no começo de uma grande tempestade que está a ponto de varrer o país", disse Ibn Abduh Rehman, diretor da organização independente Comissão de Direitos Humanos do Paquistão. "É um alerta vermelho para o Paquistão."
O presidente dos EUA, Barack Obama, se declarou recentemente "gravemente preocupado" com a situação no Paquistão, inclusive porque o governo paquistanês não "parece ter a capacidade para cumprir serviços básicos: escolas, saúde, estado de direito, um Judiciário que funcione para a maioria das pessoas". Ele pediu ao Congresso americano que mais do que triplique a ajuda não militar ao Paquistão, com recursos também para a educação.
Desde os atentados de 11 de Setembro, os Estados Unidos deram ao Paquistão mais de US$ 680 milhões em ajuda não militar, segundo o Departamento de Estado, bem menos do que o US$ 1 bilhão dado anualmente aos militares.
No entanto, a educação nunca foi prioridade no país. O atual plano do Paquistão para dobrar o gasto educacional no ano que vem pode fracassar como esforços anteriores, prejudicado pela burocracia, pela instabilidade política e pela falta de compromisso da elite governante paquistanesa com os pobres.
"Esse é um Estado que nunca levou a educação a sério", disse Stephen Cohen, especialista em Paquistão do Instituto Brookings, dos EUA. "Estou muito pessimista sobre se o sistema educacional pode ou irá ser reformado."
As famílias paquistanesas há muito recorrem às madrassas, e as escolas religiosas continuam sendo uma minoria relativamente pequena. No entanto, mesmo para a maioria que frequenta a escola pública, o ensino tem um viés islâmico. O currículo nacional foi islamizado na década de 1980, sob o regime militar do general Zia ul-Haq, que promovia a identidade islâmica paquistanesa como forma de unir sua profusão de tribos, etnias e línguas.
A taxa de alfabetização no país cresceu a partir de pouco mais de 20% na época da independência do Reino Unido, há 61 anos, e o governo recentemente melhorou o currículo e reduziu sua ênfase no islã.
Mas, mesmo hoje em dia, apenas cerca de metade dos paquistaneses sabe ler e escrever, bem menos do que o índice em países com renda per capita semelhante, como o Vietnã. Uma em cada três crianças paquistanesas em idade escolar não vai à escola, e, entre as que vão, mais de 30% desistem até a quinta série, segundo dados da Unesco, agência da ONU para a educação. A taxa de matrícula entre meninas está entre as menores do mundo.
"A educação no Paquistão foi deixada aos cães", afirmou Pervez Hoodbhoy, professor de física da Universidade Quaid-e-Azam, de Islamabad, e crítico contumaz do fracasso do governo em conter a militância islâmica.
Em um miserável trecho rural do sul do Punjab, onde o Taleban começou a fazer incursões com ajuda a grupos militantes locais, está uma das maiores concentrações de madrassas do país.
Das mais de 1.200 registradas no Paquistão, cerca de metade fica na Província do Punjab. Especialistas estimam que o número seja maior: quando o Estado tentou contá-las, em 2005, 20% das áreas desta Província se recusaram a se registrar.
Embora as madrassas representem apenas cerca de 7% das escolas primárias de todo o Paquistão, sua influência é amplificada pela inadequação da educação pública e pela religiosidade inata do interior, que concentra 75% da população.
O fenômeno começou na década de 1980, quando Zia deu dinheiro e terrenos às madrassas, numa política que tinha apoio dos EUA para ajudar combatentes islâmicos contra as forças soviéticas no Afeganistão.
As escolas islâmicas também são vistas como uma oportunidades de emprego e renda. "Quando alguém não vê um caminho à frente para si, constrói uma mesquita e se senta nela", disse Jan Sher, cuja aldeia do Punjab, chamada Shadan Lund, se tornou reduto militante e tem mais madrassas que escolas públicas.
Mesmo que as madrassas não produzam militantes, elas criam uma visão de mundo que possibilita a militância. "A mentalidade [estimulada nessas escolas] quer impedir a música, a educação para meninas e as festas", disse o pesquisador social Salman Abid. "A mensagem deles é que essa não é a vida real, a vida real vem depois" -com a morte.
Abed Omar, 24, havia tido pouca educação religiosa até ser inspirado por um sermão em um seminário de Kabirwala, mantido por seguidores (chamados "deobandi") de uma escola de pensamento sunita ultraortodoxa que se opõe à música e às festas.
Inquieto e não se sentindo realizado, Omar aderiu a um grupo islâmico conservador, pagando cerca de US$ 625 para viajar com seus membros pelo país durante quatro meses numa turnê de pregação. O grupo, Tablighi Jamaat, lhe ensinou que o islã proíbe a música e conversas com mulheres.
Autoridades norte-americanas suspeitam que o grupo seja um ponto de partida para o Taleban. As autoridades paquistanesas afirmam que ele é pacífico. Agora, quando Omar visita amigos, "eles desligam os toca-fitas e me dão seu assento", contou ele.
"Quero fazer de todos pregadores do islã", disse Omar com entusiasmo, enquanto comia bolinhos fritos embebidos em mel, na loja de doces da sua família.
Ele conhece cerca de cem pessoas da sua cidade que fizeram uma jornada de quatro meses como a sua. Quanto aos que se envolvem menos, "são incontáveis", segundo ele.
Por Sabrina Tavernise - Mohri Puri, Paquistão. Colaborou Waqar Gillani, em Mohri Pur e Lahore, no Paquistão. Fonte: Folha de S.Paulo - 11/05/09.


SERVIÇO PÚBLICO: COMO AJUDAR OS ATINGIDOS PELAS ENCHENTES NO NORTE E NORDESTE
Diante dos comentários de alguns leitores sobre como fazer doações às vítimas das inundações, uma das formas de ajudar é por meio da Ação Global, parceria da Rede Globo com o Sesi e a CUFA. Saiba quais são todos os postos de coleta de donativos e descubra que artigos podem ser doados:
http://acaoglobal.globo.com/TVGlobo/Projetos_Sociais/Informativo/acaoglobal/CDA/tvg_cmp_acaoglobal_pop/0,29859,,00.html
Fonte: O Filtro (http://www.ofiltro.com.br) - 13/05/09.


ITÁLIA QUER PRENDER QUEM AJUDAR IMIGRANTE ILEGAL
A Câmara dos Deputados da Itália aprovou novas medidas de combate à imigração ilegal propostas pelo governo de Silvio Berlusconi. Ainda é necessária aprovação pelo Senado.
Entre as novas penas estão cobrança de multa de até 10 mil a clandestinos, aumento de dois para seis meses no tempo de detenção e prisão para quem os hospedar.
As medidas incluem também a criação de "rondas" locais de cidadãos comuns para denunciar ameaças à segurança.
Em fevereiro, o Senado já havia aprovado um projeto de lei do grupo direitista Liga Norte que permitia a médicos delatar imigrantes ilegais que procurassem atendimento.
A nova investida anti-imigração ilegal dos italianos acontece uma semana depois do anúncio do governo de que as levas de clandestinos que não param de chegar à costa de seu país serão abordadas ainda em mar e mandadas de volta ao ponto de origem -na maioria das vezes, a Líbia.
Berlusconi é criticado por União Europeia, Vaticano e grupos de direitos humanos.
Folha Corrida - Fonte: Folha de S.Paulo - 14/05/09.


Não deixem de enviar suas mensagens através do “Fale Conosco” do site.
http://www.faculdademental.com.br/fale.php

 

editorial
cantinho do humor
coluna do canalha
eu digital
falou no FM? tá falado!
fazendo direito
formandos & formados
futebol show
manchetes da semana
marilene carolina
nossos colunistas
pense!
rapidinhas
turmas do FM
a jente herramos
fotos de eventos
trabalhos publicados
  buscar:     
fale conosco
Troque uma idéia com o Cara, Carinha e Canalha, 24 horas por dia.
histórico
“O jornal paralelo oficial dos alunos da FNH”?
créditos
Por trás de um grande site tem sempre uma grande empresa, clique e veja.
pensamentos

27/08/2017
PENSANDO NA VIDA... >>


09/04/2017
PENSANDO E PENSANDO... >>


18/02/2017
PENSANDO NO EGO... >>


30/12/2016
PENSANDO NAS ORIGENS... >>


14/10/2016
PENSE FORA DO AQUÁRIO... >>


27/08/2016
PENSANDO NAS APARÊNCIAS... >>


02/07/2016
PENSANDO NAS CRIANÇAS >>


30/04/2016
PENSE FORA DA CAIXINHA... >>


14/03/2016
PENSANDO NA FELICIDADE... >>


17/01/2016
PENSANDO NO MUNDO DE HOJE... >>


21/12/2015
PENSANDO NAS FILAS... >>


02/12/2015
PENSANDO NO PRÓXIMO... >>


25/10/2015
PENSANDO NO COLETIVO >>


20/09/2015
PENSANDO NA VIDA >>


14/06/2015
PENSANDO NO PLANETA... >>


05/06/2015
PENSANDO NAS ABELHAS >>


22/04/2015
PENSANDO NA CAPITAL... >>


25/03/2015
PENSANDO NOS CHEFES... >>


22/02/2015
PENSANDO NO FUTURO... >>


18/01/2015
PENSANDO NO FUTURO >>


11/12/2014
PENSANDO NAS APARÊNCIAS... >>


15/11/2014
PENSANDO NA ORIGINALIDADE >>


14/10/2014
PENSANDO NO FUTURO >>


17/09/2014
PENSANDO NAS ELEIÇÕES >>


31/08/2014
PENSANDO NA FILOSOFIA... >>


16/08/2014
PENSANDO NO SER HUMANO... >>


27/07/2014
PENSANDO EM VIDA... >>


13/07/2014
PENSANDO NA REDE >>


09/06/2014
PENSANDO NAS MARCAS... >>


28/05/2014
PENSANDO NA GENEROSIDADE >>


08/05/2014
PENSANDO NA HUMANIDADE >>


26/04/2014
PENSANDO NOS LIMITES... >>


09/04/2014
PENSANDO NO FIM DE SEMANA... >>


21/03/2014
PENSANDO NOS SENTIMENTOS >>


08/03/2014
PENSANDO NA EDUCAÇÃO >>


22/02/2014
PENSANDO EM POLÍTICA... >>


07/02/2014
PENSANDO NA HUMANIDADE... >>


24/01/2014
PENSANDO NOS CACHORROS... >>


10/01/2014
PENSANDO EM RESPEITO >>


24/12/2013
PENSANDO NO SOL >>


16/12/2013
PENSANDO NA VIDA... >>


07/12/2013
PENSANDO NA REDE... >>


24/11/2013
PENSANDO NA IGUALDADE >>


18/11/2013
PENSANDO NO MENSALÃO >>


03/11/2013
PENSANDO NA VIDA... >>


26/10/2013
PENSANDO NA LIDERANÇA... >>


19/10/2013
PENSANDO NA LITERATURA >>


12/10/2013
PENSANDO NAS MENINAS >>


05/10/2013
PENSANDO NO EMPREENDEDORISMO >>


25/09/2013
PENSANDO EM ARQUITETURA >>


13/09/2013
PENSANDO NAS UNIVERSIDADES >>


08/09/2013
PENSANDO NA ECONOMIA >>


31/08/2013
PENSANDO NO TRABALHO >>


24/08/2013
PENSANDO NA CENSURA... >>


17/08/2013
PENSANDO NA “EVOLUÇÃO”... >>


10/08/2013
PENSANDO NAS AVES >>


03/08/2013
PENSANDO NO MUNDO >>


20/07/2013
PENSANDO EM LIVROS >>


13/07/2013
PENSANDO NA SAÚDE >>


06/07/2013
PENSANDO EM HOMENAGENS >>


27/06/2013
PENSANDO NO ESPAÇO >>


20/06/2013
PENSANDO NA VIDA >>


13/06/2013
PENSANDO NA INTELIGÊNCIA >>


06/06/2013
PENSANDO POSITIVO... >>


30/05/2013
PENSANDO DIFERENTE >>


25/05/2013
PENSANDO NO CÉREBRO HUMANO >>


05/05/2013
PENSANDO EM ARTES >>


29/04/2013
PENSANDO EM FENÔMENOS... >>


21/04/2013
PENSANDO EM REDAÇÕES >>


12/04/2013
PENSANDO NO PRÓPRIO INTERESSE >>


06/04/2013
PENSANDO NO SONO >>


29/03/2013
PENSANDO NA DIGNIDADE >>


22/03/2013
PENSANDO NOS ALIMENTOS >>


14/03/2013
PENSANDO EM... >>


07/03/2013
PENSANDO EM PROJETOS >>


28/02/2013
PENSANDO NO CLIMA >>


22/02/2013
PENSANDO NAS LINHAS DE NAZCA >>


14/02/2013
PENSANDO NA OBESIDADE >>


07/02/2013
PENSANDO NA OBESIDADE >>


31/01/2013
PENSANDO NO PÃO NOSSO DE CADA DIA... >>


24/01/2013
PENSANDO NA REDE SOCIAL >>


19/01/2013
PENSANDO NO SUCESSO >>


13/01/2013
PENSANDO NO INTERCÂMBIO >>


04/01/2013
PENSANDO NAS BOBAGENS CIENTÍFICAS >>


27/12/2012
PENSANDO NOS TERMOS MARCANTES >>


20/12/2012
PENSANDO NA LÍNGUA >>


13/12/2012
PENSANDO NA BONDADE >>


06/12/2012
PENSANDO NO AMBIENTE >>


30/11/2012
PENSANDO EM TALENTOS >>


23/11/2012
PENSANDO NOS RELACIONAMENTOS >>


15/11/2012
PENSANDO NA POLÍTICA >>


08/11/2012
PENSANDO NO RELACIONAMENTO >>


02/11/2012
PENSANDO EM HERÓIS >>


25/10/2012
PENSANDO NO FUTURO DO DESIGN >>


18/10/2012
PENSANDO NA EDUCAÇÃO E PROTEÇÃO ESPECIAL >>


11/10/2012
PENSANDO NA CORRUPÇÃO >>


03/10/2012
PENSANDO EM PROTEÇÃO >>


26/09/2012
PENSANDO NOS LIMITES >>


20/09/2012
PENSANDO NO ÁRTICO >>


12/09/2012
PENSANDO NOS OCEANOS >>


05/09/2012
PENSANDO NOS CADEIRANTES >>


30/08/2012
PENSANDO NA SAÚDE >>


24/08/2012
PENSANDO NA LIBERDADE >>


15/08/2012
PENSANDO NA ÁGUA >>


09/08/2012
PENSANDO NA VIDA >>


05/08/2012
PENSANDO NA INFORMAÇÃO >>


30/07/2012
PENSANDO NA ABERTURA >>


21/07/2012
PENSANDO NA LEITURA >>


12/07/2012
PENSANDO NA EDUCAÇÃO >>


05/07/2012
PENSANDO NAS OLIMPÍADAS >>


28/06/2012
PENSANDO NA CORRUPÇÃO >>


21/06/2012
PENSANDO NO AMBIENTE >>


16/06/2012
PENSANDO NO TIBET >>


09/06/2012
PENSANDO NO PRÓXIMO >>


02/06/2012
PENSANDO NAS ESCOLAS RURAIS >>


25/05/2012
PENSANDO NA DEMOCRACIA >>


12/05/2012
PENSANDO NA FELICIDADE >>


03/05/2012
PENSANDO EM RESTAURANTES... >>


28/04/2012
PENSANDO NAS FRONTEIRAS DO VALOR >>


21/04/2012
PENSANDO NAS GLADIADORAS >>


14/04/2012
PENSANDO NAS PARAOLIMPÍADAS... >>


05/04/2012
PENSANDO NA MONALISA >>


31/03/2012
PENSANDO EM 2016 >>


24/03/2012
PENSANDO NOS RIOS >>


15/03/2012
PENSANDO NAS ÁGUAS DE MARÇO >>


07/03/2012
PENSANDO NA NOVA GERAÇÃO >>


29/02/2012
PENSANDO NA UNIVERSIDADE ABERTA >>


22/02/2012
PENSANDO NAS ABELHAS >>


18/02/2012
PENSANDO NO TRABALHO >>


09/02/2012
PENSANDO NA MOTIVAÇÃO >>


02/02/2012
PENSANDO NA PAZ >>


28/01/2012
PENSANDO EM CAUSAS HUMANITÁRIAS >>


19/01/2012
PENSANDO NO PLANETA >>


13/01/2012
PENSANDO NA NEUROLOGIA >>


06/01/2012
PENSANDO NA IRONIA >>


31/12/2011
PENSANDO NA HISTÓRIA >>


22/12/2011
PENSANDO NA ARTE >>


18/12/2011
PENSANDO NO FUTURO >>


11/12/2011
PENSANDO EM AULAS >>


03/12/2011
PENSANDO NO EM EQUILÍBRIO >>


26/11/2011
PENSANDO NOS TUBARÕES >>


19/11/2011
PENSANDO EM MARTE >>


13/11/2011
PENSANDO NO CLIMA >>


02/11/2011
PENSANDO NO FUTURO >>


29/10/2011
PENSANDO NA SUSTENTABILIDADE >>


22/10/2011
PENSANDO NO PONTO DE EBULIÇÃO >>


12/10/2011
PENSANDO ROSA >>


05/10/2011
PENSANDO NOS GLADIADORES >>


28/09/2011
PENSANDO EM "GÊNIOS" >>


21/09/2011
PENSANDO NA EXISTÊNCIA >>


14/09/2011
PENSANDO NA TERRA >>


07/09/2011
PENSANDO NA ARTE >>


01/09/2011
PENSANDO EM PURIFICAÇÃO >>


26/08/2011
PENSANDO NA LINGUAGEM INTERNACIONAL >>


18/08/2011
PENSANDO NO ESPAÇO >>


11/08/2011
PENSANDO NO PROFESSOR >>


04/08/2011
PENSANDO NO AMBIENTE >>


28/07/2011
PENSANDO NA MITOLOGIA >>


21/07/2011
PENSANDO NA BUROCRACIA >>


17/07/2011
PENSANDO NO LEITE MATERNO >>


10/07/2011
PENSANDO NA MISTURA DOS SENTIDOS >>


01/07/2011
PENSANDO EM SISTEMAS SOLARES >>


23/06/2011
PENSANDO NA FOME >>


16/06/2011
PENSANDO NA VIDA >>


08/06/2011
PENSANDO NA MORTE >>


02/06/2011
PENSANDO NO MEIO AMBIENTE >>


26/05/2011
PENSANDO NO DESEJO >>


19/05/2011
PENSANDO NOS INCAS >>


12/05/2011
PENSANDO NAS ARANHAS >>


05/05/2011
PENSANDO EM SUPRIMENTO DE ÁGUA >>


26/04/2011
PENSANDO NAS CRIANÇAS >>


22/04/2011
PENSANDO NAS PESSOAS >>


14/04/2011
PENSANDO NA FAMÍLIA >>


08/04/2011
PENSANDO NA VIDA >>


31/03/2011
PENSANDO EM SOLUÇÕES VERDES >>


26/03/2011
PENSANDO EM DESIGN VERDE >>


17/03/2011
PENSANDO NA FAMÍLIA >>


10/03/2011
PENSANDO NOS ELEFANTES >>


03/03/2011
PENSANDO EM CONCURSO CIENTÍFICO >>


27/02/2011
PENSANDO NO AMOR >>


17/02/2011
PENSANDO NO PENSAMENTO >>


10/02/2011
PENSANDO NO SOL >>


03/02/2011
PENSANDO EM INOVAÇÃO, CRIATIVIDADE E EXPERIMENTAÇÃO... >>


27/01/2011
PENSANDO NAS CIDADES >>


20/01/2011
PENSANDO NOS PÁSSAROS >>


13/01/2011
PENSANDO NA POPULAÇÃO MUNDIAL >>


07/01/2011
PENSANDO NO TALÃO DE CHEQUE >>


30/12/2010
PENSANDO NA COMUNIDADE CIENTÍFICA >>


21/12/2010
PENSANDO NOS MELHORES DA DÉCADA >>


16/12/2010
PENSANDO EM EDUCAÇÃO >>


09/12/2010
PENSANDO NO SOCIAL >>


02/12/2010
PENSANDO NO CLIMA >>


25/11/2010
PENSANDO EM FLORES >>


20/11/2010
PENSANDO NA CONVERVAÇÃO >>


14/11/2010
PENSANDO NA BIODIVERSIDADE >>


04/11/2010
PENSANDO NO CÉU >>


29/10/2010
PENSANDO EM MAPAS >>


21/10/2010
PENSANDO EM ESTÍMULO CEREBRAL >>


14/10/2010
PENSANDO NO CANCER DE MAMA >>


07/10/2010
PENSANDO NA ÁFRICA >>


02/10/2010
PENSANDO EM CHAMPAGNE >>


24/09/2010
PENSANDO NO MUNDO >>


17/09/2010
PENSANDO EM INOVAÇÃO >>


09/09/2010
PENSANDO NAS ATITUDES >>


01/09/2010
PENSANDO NA SOLUÇÃO >>


26/08/2010
PENSANDO NAS HORAS >>


19/08/2010
PENSANDO NOS DIREITOS HUMANOS >>


12/08/2010
PENSANDO EM ÁGUA POTÁVEL >>


05/08/2010
PENSANDO EM UNIVERSIDADE >>


03/08/2010
PENSANDO EM EVOLUÇÃO >>


22/07/2010
PENSANDO NOS JOVENS >>


15/07/2010
PENSANDO EM ECLIPSES >>


08/07/2010
PENSANDO NA FELICIDADE >>


01/07/2010
PENSANDO NA VIOLÊNCIA >>


24/06/2010
PENSANDO EM INOVAÇÃO >>


17/06/2010
PENSANDO NOS ANIMAIS >>


10/06/2010
PENSANDO NO CONSUMO VERDE >>


03/06/2010
PENSANDO EM ALTA FREQUENCIA >>


27/05/2010
PENSANDO EM PENSAMENTO >>


23/05/2010
PENSANDO NA PAZ >>


13/05/2010
PENSANDO EM ALTA DEFINIÇÃO >>


07/05/2010
PENSANDO NO FIM DE UMA ERA >>


29/04/2010
PENSANDO EM ENERGIA >>


24/04/2010
PENSANDO EM ECO COKE >>


15/04/2010
PENSANDO NA INCONFIDÊNCIA >>


08/04/2010
PENSANDO EM TRADUÇÃO >>


01/04/2010
PENSANDO EM GUERNICA >>


25/03/2010
PENSANDO EM AR PURO >>


19/03/2010
PENSANDO EM BANHO DE ÁGUA VERDE >>


11/03/2010
PENSANDO EM SOLUÇÃO NUCLEAR >>


04/03/2010
PENSANDO NAS ALTURAS >>


25/02/2010
PENSANDO EM OBSERVAÇÃO PANORÂMICA >>


18/02/2010
PENSANDO NA ECOLOGIA >>


13/02/2010
PENSANDO EM CORAGEM >>


04/02/2010
PENSANDO NO FUTURO URBANO >>


29/01/2010
PENSANDO E QUESTIONANDO >>


23/01/2010
PENSANDO NA CRIAÇÃO >>


15/01/2010
PENSANDO EM BOA AÇÃO >>


24/12/2009
PENSANDO EM RECICLAGEM >>


17/12/2009
PENSANDO NA REDUÇÃO DE PLÁSTICO NO AMBIENTE >>


10/12/2009
PENSANDO NAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS >>


03/12/2009
PENSANDO NA MEMÓRIA >>


25/11/2009
PENSANDO NOS ANIMAIS SILVESTRES >>


20/11/2009
PENSANDO NA AMAZÔNIA >>


13/11/2009
PENSANDO NO ESPAÇO >>


05/11/2009
PENSANDO NO FUTURO >>


29/10/2009
PENSANDO NO PARAÍSO SUSTENTÁVEL >>


22/10/2009
PENSANDO EM LÁGRIMAS >>


16/10/2009
PENSANDO NA MAIOR FEIRA DE LIVROS DO MUNDO >>


08/10/2009
PENSANDO NOS PROFESSORES, PARABÉNS! >>


01/10/2009
PENSANDO EM MIGRAÇÃO >>


24/09/2009
PENSANDO NOS GOLFINHOS >>


17/09/2009
DIA INTERNACIONAL DA PAZ >>


10/09/2009
PENSANDO NO COMBATE À AIDS >>


03/09/2009
PENSANDO EM BLOG POLÊMICO >>


26/08/2009
PENSANDO EM FENÔMENOS V >>


20/08/2009
PENSANDO EM FENÔMENOS IV >>


13/08/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS III >>


06/08/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS II >>


29/07/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS >>


24/07/2009
2009 - ANO DA FRANÇA NO BRASIL >>


14/07/2009
PENSANDO EM RECICLAGEM >>


09/07/2009
PENSANDO EM SEGURANÇA >>


03/07/2009
PENSANDO NO UNIVERSO >>


25/06/2009
PENSANDO NO ESPAÇO >>


19/06/2009
ADESIVOS SUSTENTÁVEIS >>


11/06/2009
PENSANDO EM FOTOGRAFIA >>


04/06/2009
PENSANDO NO AMBIENTE >>


28/05/2009
PENSANDO NA PAZ CELESTIAL >>


18/05/2009
PENSANDO EM "SHIT" >>


13/05/2009
PENSANDO NO CALHAMBEQUE DO FUTURO >>


07/05/2009
PENSANDO NA ADVERSIDADE >>


01/05/2009
PENSANDO EM ARTE A PARTIR DA ELETRICIDADE >>


22/04/2009
PENSANDO NO TRABALHADOR >>


15/04/2009
PENSANDO EM TIRADENTES >>


09/04/2009
PENSANDO NOS PROBLEMAS >>


01/04/2009
PENSANDO EM AMIZADE >>


25/03/2009
PENSANDO NOS ANIMAIS >>


19/03/2009
PENSANDO NA EMOÇÃO >>


12/03/2009
PENSANDO EM SHAKESPEARE >>


04/03/2009
PENSANDO EM RELACIONAMENTO >>


25/02/2009
PENSANDO NA VIDA >>


19/02/2009
PENSANDO EM BONDADE >>


12/02/2009
PENSANDO EM MONA LISA >>


06/02/2009
PENSANDO NO CARNAVAL >>


29/01/2009
PENSANDO NOS ESTUDOS >>


22/01/2009
PENSANDO NO INUSITADO >>


15/01/2009
LUMINOSIDADE >>


04/01/2009
PENSANDO EM TATUAGEM >>


02/01/2009
PENSANDO EM CUBA >>


25/12/2008
PENSANDO EM 2009 >>


18/12/2008
SEMPRE PENSANDO >>


11/12/2008
FELIZ 2000INOVE >>


04/12/2008
PENSANDO NO VAZIO >>


29/11/2008
PENSANDO EM SOLIDARIEDADE >>


20/11/2008
PENSANDO EM REFORMAS >>


13/11/2008
AO SUCESSO >>


06/11/2008
GRANDES EMPREENDEDORES! >>


30/10/2008
TEMPLO RECICLÁVEL >>


22/10/2008
PENSANDO EM XADREZ >>


16/10/2008
PENSANDO EM LITERATURA >>


10/10/2008
ORDEM DE GRANDEZA >>


01/10/2008
ALTOS E BAIXOS >>


25/09/2008
QUEM AMA, CUIDA! E PROTEGE O PATRIMÔNIO >>


16/09/2008
PENSANDO NA TRAIÇÃO >>


09/09/2008
PENSANDO EM DISCIPLINA >>


03/09/2008
PENSANDO NAS "BARBARIDADES" DO MUNDO >>


29/08/2008
PENSANDO BEM... >>


21/08/2008
PENSANDO EM PAZ >>


15/08/2008
ROSTOS E OLHARES >>


08/08/2008
PENSE NA MURALHA >>


31/07/2008
AS OLIMPÍADAS DA CHINA >>


27/07/2008
AMEAÇAS E OPORTUNIDADES >>


14/07/2008
CLIMA SAUDÁVEL >>


06/07/2008
LIDERANÇA GLOBAL >>


03/07/2008
ENVOLVIMENTO E COMPROMETIMENTO >>


26/06/2008
CRIATIVIDADE GIGANTESCA >>


19/06/2008
ARTE PURA >>


12/06/2008
PAIXÃO: A FORÇA QUE IMPULSIONA! >>


05/06/2008
COMPETITIVIDADE >>


29/05/2008
A SUPERAÇÃO DE OBSTÁCULOS >>


23/05/2008
OBRA-PRIMA >>


15/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMA V >>


10/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS IV >>


01/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS III >>


21/04/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS II >>


16/04/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS >>


10/04/2008
REPENSE! >>


03/04/2008
MOTIVAÇÃO ESTRELAR >>


29/03/2008
PENSANDO E SOBREVIVENDO >>


21/03/2008
QUEM CUIDA DE VOCÊ, É VOCÊ MESMO! >>


15/03/2008
CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO >>


08/03/2008
AURORA BOREAL NO ALASKA >>


01/03/2008
ADVERSIDADES E OBSTÁCULOS >>


22/02/2008
A LIDERANÇA LUNAR >>


15/02/2008
OS CAMINHOS DA ADMINISTRAÇÃO >>


07/02/2008
COOPERAÇÃO E COLABORAÇÃO >>


30/01/2008
ROMPENDO COM O PASSADO E SE PREDISPONDO A MUDAR >>


24/01/2008
NOVOS VALORES E PRINCÍPIOS >>


19/01/2008
ÉTICA, QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA! >>


12/01/2008
MELHORAR CONTINUAMENTE É PRECISO... >>


30/12/2007
COMUNICAÇÃO E SINERGIA >>


23/12/2007
CADA SER HUMANO É ÚNICO... E DEVE SER VALORIZADO A CADA ANO... >>


16/12/2007
CAPITAL HUMANO >>


10/12/2007
A VIDA VALE A PENA >>


03/12/2007
PROTESTAR, REFLETIR E PENSAR... >>


26/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR V >>


19/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR IV >>


13/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR III >>


06/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR II >>


02/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR >>


25/10/2007
É PENSAR E REFLETIR... >>


17/10/2007
ELITE BRANCA??? >>


14/10/2007
O PROFESSOR DA ARTE - PAULO AUTRAN >>


30/09/2007
FOTOS PARA PENSAR VI >>


24/09/2007
FOTOS PARA PENSAR V >>


16/09/2007
FOTOS PARA PENSAR IV >>


10/09/2007
FOTOS PARA PENSAR III - WORLD TRADE CENTER >>


02/09/2007
FOTOS PARA PENSAR II >>


27/08/2007
FOTOS PARA PENSAR I >>


20/08/2007
É PRECISO PENSAR, NEM QUE SEJA PELADO!!! >>


13/08/2007
"NESSA LONGA ESTRADA DA VIDA..." >>


08/08/2007
HIROSHIMA - 62 ANOS >>


01/08/2007
ARROGÂNCIA >>


18/07/2007
5% OU 95%? ONDE VOCÊ SE ENCAIXA? >>


13/07/2007
EQUILÍBRIO E PLANEJAMENTO... >>


03/07/2007
ENTRE O CÉU E O INFERNO? >>


29/06/2007
RICOS CRESCEM MAIS NO PAÍS QUE NO MUNDO >>


18/06/2007
PENSAR OU RELAXAR E GOZAR? >>


17/06/2007
FEIRA DO LIVRO E ENCONTRO DE LITERATURA, NINGUÉM SEGURA "ECE" PAÍS... >>


04/06/2007
O FUTURO DO NOSSO PLANETA??? >>


28/05/2007
PROTESTO CONTRA A VIOLÊNCIA >>


21/05/2007
HÁ QUE SE PENSAR MUITO... >>


14/05/2007
A IMPORTÂNCIA DA BELEZA INTERIOR >>


07/05/2007
SEJA COMPETENTE >>


01/05/2007
VAMOS PENSAR MUITO SOBRE A ATUAL VIOLÊNCIA, PESSOAL!!! >>


23/04/2007
CHOCANTE! PARA PENSAR MESMO! >>


17/04/2007
FOTO QUE POR SI SÓ FALA A VERDADE >>


07/04/2007
IDÉIAS... >>


28/03/2007
É PARA PENSAR E AGIR... >>


21/03/2007
É REALMENTE PARA PENSAR E REFLETIR... >>


13/03/2007
DE PORTAS ABERTAS PARA A REFLEXÃO... >>


07/03/2007
TEMPO, FRASES, ANÚNCIOS DE EMPREGO... >>


03/03/2007
A VIDA É UM LIVRO ABERTO >>


14/02/2007
O SOL NASCEU PARA TODOS, BASTA PENSAR!!! >>


29/01/2007
VAMOS VIVENDO, VAMOS PENSANDO, VENDO AS HORAS, QUE VÃO PASSANDO... >>


14/12/2006
MENSAGEM DO ERNANI >>


04/12/2006
VAMOS TENTAR LIDAR MELHOR COM AS PESSOAS? COMO GENTE! >>


02/12/2006
100SACIONAL - SÓ AS MELHORES DO "PENSE!" >>


13/11/2006
HOMEM DE COR >>


09/11/2006
A LOGÍSTICA PORTUÁRIA EM QUESTÃO! >>


30/10/2006
PENSANDO EM POLÍTICA E RISCO... >>


23/10/2006
A VIDA CONTINUA... >>


17/10/2006
NÃO HÁ LIMITES PARA OS NOSSOS PENSAMENTOS! NEM O DESERTO! >>


09/10/2006
REFLEXÃO! >>


01/10/2006
O PODER DO PENSAMENTO E DA REFLEXÃO! >>


25/09/2006
QUAL O SEU TAMANHO? >>


21/09/2006
DEMOCRACIA É ISSO... >>


11/09/2006
PERGUNTARAM AO DALAI LAMA... >>


04/09/2006
O PODER DO PENSAMENTO >>


29/08/2006
NÃO VAMOS SILENCIAR! >>


21/08/2006
ATENDENDO O CLIENTE COM ELEGÊNCIA >>


20/08/2006
AMIGOS OU INIMIGOS? >>


24/06/2006
QUEM NÃO SE DEDICA SE COMPLICA! >>


12/06/2006
JOHN LENNON >>


04/06/2006
PARA REFLETIR >>


27/05/2006
QUEM SOMOS NÓS? >>


20/05/2006
SE INSPIRE NA VIDA DAS ÁGUIAS >>


14/05/2006
ANO DE ELEIÇÃO >>


07/05/2006
É CURIOSO! >>


01/05/2006
LAVAGEM CEREBRAL NA SALA DE AULA >>


27/04/2006
REUNIÕES! FIQUE ESPERTO! >>


27/04/2006
PONHA OS MIOLOS PRA TRABALHAR >>


06/04/2006
Pense >>


06/04/2006
SABEDORIA >>


23/03/2006
A ARTE DE PRODUZIR CLIENTES >>