Faculdade Mental
PENSE! - 02/12/2006

  

100SACIONAL - SÓ AS MELHORES DO "PENSE!"

MENSAGEM DA SEMANA


BELO HORIZONTE, 30 DE NOVEMBRO DE 2006


Caros CCC,


Recentemente o grupo de Trabalho Interdisciplinar EBKTV News , do qual sou integrante, desenvovleu uma pesquisa abordando o  tema Responsabilidade Social e o sub – tema Equilíbrio entre Família e Trabalho. No desenrolar da pesquisa marcou-me uma citação de Salim Mattar, quando é salientado que o trabalho pode ser classificado sobre duas óticas:
Numa primeira abordagem, pessoas que trabalham pela necessidade de sobrevivência, quase sempre são infelizes, apresentam auto estima baixa, são tendenciosos apresentarem quadros estresse e depressão constantes , são facilmente manipuladas e vivem reclamando da falta de tempo para executar as atividades decorrentes do cotidiano.Levam a vida na corda bamba, e em constante desequilíbrio.
Numa segunda visão, as pessoas que fazem aquilo que gostam , quase sempre não o fazem por dinheiro, geralmente são felizes , estão em constante evolução,  são reconhecidos socialmente, revelam uma forte personalidade, com tendência a auto crítica bem fundamentada, são persistentes, perfeccionistas no sentido não pejorativo e se auto realizam pela satisfação da consecução do trabalho em si .
Dito isto, tive a oportunidade e o privilégio de assisitir a palestra ocorrida da FNH, unidade Barreiro, e ao ouvir atentamente os ilustres e pseudos palestrantes, Cara, Carinha e Canalha discorrerem sobre a retrospectiva histórica que envolve a trajetória de vida do Faculdade Mental, não pude deixar de associá-la a visão que Salim Mattar nos arremete sobre as pessoas que se auto realizam pelo prazer de fazer do prazer um trabalho.
Parabéns ao grupo pela persistência, pelo amadurecimento revelado em cada edição divulgada, pela dedicação e pelo profissionalismo que faz com que um meio de comunicação “ paralelo “ se faça oficialmente reconhecido,  pela direção da FNH e, principalmente,  pelo público alvo onde está inserido os acadêmicos e futuros gestores de negócios. Fica para os futuros profissionais o exemplo deste laboratório de empreendimento que dá mostras do caminho a ser trilhado na busca pelo sucesso coorporativo, acadêmico, profissional e por que não dizer,  pessoal.
Recorrendo as falas do CCC,  convido-me a conclamar aos colegas da comunidade FNH a valorizarem , celebrarem  prá valer esse marco da edição de número 100 do FM. E mais do que isso, vamos recorrer a esse canal de comunicação para a divulgação de fatos que de certa forma se correlacionam com a nossa formação e  possam auferir ganhos para  as partes interessadas, quer seja o Faculdade Mental, que na verdade, semanalmente revela facetas  tem a cara dos alunos da FNH, quer seja para a FNH ou a comunidade geral.


Parabéns FM....Parabéns Cara, Carinha , Canalha e muito sucesso em 2007.....    


Cordialmente,


Beneir Assis


100SACIONAL - SÓ AS MELHORES DO "PENSE!"


ESCULTORES DE ALMAS
Péricles foi um célebre orador e estrategista que governou Atenas de 460-430 a.C., e ficou conhecido na história como a maior figura política daquela cidade. Estimulou as artes e a cultura, realizou grandes construções como o “Pathernon”, templo pagão de insuperável perfeição arquitetônica e riqueza escultural de Atenas. Certa feita, promoveu uma grande festa em homenagem à beleza da cidade de Atenas, para a qual mandou convidar todos aqueles que de alguma forma haviam contribuído para que a cidade ficasse tão bela. Avisado que os convidados já estavam presentes, Péricles lançou seu olhar sobre os salões e notou a presença escultores, pintores, arquitetos, políticos, mas não percebeu nenhum pedagogo. Chamou seus assistentes e lhes perguntou porque os pedagogos não estavam ali. E eles responderam: "porque não foram convidados. Afinal, não deram nenhuma contribuição para embelezar Atenas." Então Péricles ordenou: "vão convidá-los imediatamente para a festa, pois são eles que embelezam as almas dos atenienses." Interessante pensar no que isso significa. Importante refletir sobre o que significa ter o poder de esculpir nas almas daqueles que se dispõem ao aprendizado, à reflexão sobre os valores, as virtudes, o sentido da vida. E nesse contexto podemos dizer que os professores são escultores de almas, sim. Um dia um professor aposentado, alma sensível e dedicada, competente e estudioso, estava sendo entrevistado e lhe foi pedido para que falasse um pouco sobre sua maior produção literária, pois também é escritor, e ele falou com sabedoria: "minha maior produção são os meus alunos". De fato, quem tem acesso a um ser humano, numa sala de aula, predisposto a receber lições, poderá deixar uma grande e nobre produção. Trabalhar com as mentes e os corações é algo de valor inestimável. E como o professor também é um ser inacabado, a experiência numa sala de aula pode e deve ser uma grande oportunidade de ensinar aprendendo e aprender ensinando. No cômputo final, o resultado será uma grande experiência conjunta que faculta a ambas as partes momentos de embelezamento mútuo. Se você tem o elemento humano sob sua responsabilidade, lembre-se da importância dessa nobre tarefa e seja um artista dedicado a embelezar as almas dos seus educandos, pois é de almas belas e nobres que a humanidade precisa. Pense nisso! Você, que é professor, antes de iniciar a sua aula, olhe para os rostos que estão a sua frente e lembre-se de que são almas prontas a absorver suas lições. E não serão somente as instruções formais que irão captar, mas, acima de tudo, essas almas absorverão suas vibrações de amor, dedicação e entusiasmo com que se dirige a todos. Afinal, ensinar é uma arte que requer mais do que simplesmente transferir informações. É a sabedoria de criar possibilidades para que todo aluno se produza e se construa a si mesmo com os elementos de reflexão que recebe do seu mestre. Pense nisso, e seja um bom escultor de almas.
(Colaboração: OB Cheiroso!)


“Existe uma lei na Natureza onde a sucessão de dias bons é proporcional à sucessão de dias ruins. Mas o homem lúcido tem o direito de modificar essa lei, fazendo com que a sucessão de dias bons seja maior que a sucessão de dias ruins. Essa é uma gentileza da Natureza para com o homem lúcido." (Autor desconhecido)


“Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive.” Padre AntÔnio Vieira


"Se você não estiver dando ao mundo o melhor de si, para qual mundo está se guardando ?!" K. M. Keith


"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos  inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis" (Fernando Pessoa)


"Manifesto ‘antigerundista’."
Este artigo foi feito especialmente para que você possa estar recortando (recortar), estar imprimindo (imprimir) e estar fazendo (fazer) diversas cópias, para estar deixando (deixar) discretamente sobre a mesa de alguém que não consiga estar falando (falar) sem estar espalhando (espalhar) essa praga terrível que parece estar se disseminando (disseminar-se) na comunicação moderna, o ‘gerundismo’. Você pode também estar passando (passar) por fax, estar mandando (mandar) pelo correio ou estar enviando (enviar) pela Internet. O importante é estar garantindo (garantir) que a pessoa em questão vá estar recebendo (receba) Esta mensagem, de modo que ela possa estar (esteja) lendo e, quem sabe, consiga até mesmo estar se dando conta (se dar conta) da maneira como tudo o que ela costuma estar falando (falar) deve estar soando (soar) nos ouvidos de quem precisa estar ouvindo (ouvir) . Sinta-se livre para estar fazendo (fazer) tantas cópias quantas você vá estar achando (ache) necessárias, de modo a estar atingindo      (atingir) o maior número de pessoas infectadas por esta epidemia de transmissão oral. Mais do que estar repreendendo (repreender) ou estar caçoando (caçoar) , o objetivo deste movimento é estar fazendo (fazer). com que esteja caindo (caia) a ficha nas pessoas que costumam estar falando (falar) desse jeito sem estar percebendo (perceber). Nós temos que estar nos unindo (nos unir) para estar mostrando (mostrar) a nossos interlocutores que, sim!, pode estar existindo (existir) uma maneira de estar aprendendo (aprender) a estar parando (parar) de estar falando (falar) desse jeito. Até porque, caso contrário, todos nós vamos estar sendo (seremos) obrigados a estar emigrando (emigrar) para algum lugar onde não vão estar nos obrigando (nos obriguem) a estar ouvindo (ouvir) frases assim o dia inteirinho. Sinceramente: nossa paciência tem estado (está) a ponto de estar estourando (estourar). Um "Eu vou estar transferindo a sua ligação" que eu vá estar ouvindo (ouça) pode chegar a estar provocando (provocar) alguma    reação violenta da minha parte. Eu não vou estar me responsabilizando (me responsabilizarei) pelos meus atos. As pessoas precisam estar entendendo (entender) a maneira como esse vício maldito conseguiu estar entrando (entrar) na linguagem do dia-a-dia".
Colaboração: Isabel Pedrosa.


A importância do "Não Sei"
Se você ainda não sabe qual é a sua verdadeira vocação, imagine a seguinte cena: Você está olhando pela janela, não há nada de especial no céu, somente algumas nuvens aqui e ali... aí chega alguém que também não tem nada para fazer e pergunta: - Será que vai chover hoje??? - Se você responder "com certeza"...a sua área é Geral: - o pessoal de Geral é o único que sempre tem certeza de tudo. - Se a resposta for "sei lá, estou pensando em outra coisa"... então a sua área é Marketing: - o pessoal de Marketing está sempre pensando no que os outros não estão pensando. - Se você responder "sim há uma boa probabilidade"...você é da área de Logística: - o pessoal da Logística está sempre disposto a transformar o universo em números. - Se a resposta for "depende "...você nasceu para área de Pessoas: - Na área de Pessoas qualquer fato sempre estará na dependência de outros fatos. - Se você responder "ah, a meteorologia diz que não"...você é da área de Contabilidade: - o pessoal da Contabilidade sempre confia mais nos dados no que nos próprios olhos. - Se a resposta for "sei lá, mas por via das dúvidas eu trouxe um guarda-chuva": - então seu lugar é na área de Finanças que deve estar sempre bem preparada para qualquer virada de tempo.
Agora, se você responder "não sei"...há uma boa chance que você tenha uma carreira de sucesso e acabe chegando à diretoria da empresa. De cada 100 pessoas, só uma tem a coragem de responder "não sei" quando não sabe. Os outros 9 sempre acham que precisam ter uma resposta pronta, seja ela qual for, para qualquer situação. Não sei, é sempre uma resposta que economiza o tempo de todo mundo, e pré-dispõe os envolvidos a conseguir dados mais concretos antes de tomar uma decisão. Parece simples, mas responder, "não sei" é uma das coisas mais difíceis de se aprender na vida corporativa. - Por quê? Eu sinceramente "não sei". (adaptado do texto de MAX GEHRINGER).
FM: AGORA, O QUE VOCÊ NÃO PODE DIZER É QUE NÃO SABE QUE O ANIVERSÁRIO DE 1 ANO DO
“FACULDADE MENTAL” É DIA 18/05/2005.


Por que o frango atravessou a estrada? Respostas complexas:
PROFESSORA PRIMÁRIA - Porque o frango queria chegar ao outro lado da estrada.
CRIANÇA - Porque sim.
POLIANA - Porque estava feliz.
PLATÃO - Porque buscava alcançar o Bem.
ARISTÓTELES - É da natureza do frango cruzar a estrada.
NELSON RODRIGUES - Porque viu sua cunhada, uma galinha sedutora, do outro lado.
MARX - O atual estágio das forças produtivas exigia uma nova classe de frangos, capazes de cruzar  a estrada.
AMIR KLINK - Para ir onde nenhum frango jamais esteve.
MARTIN LUTHER KING - Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos serão livres para cruzar a estrada sem que sejam questionados seus motivos.
FREUD - A preocupação com o fato de o frango ter cruzado a estrada é um sintoma de insegurança sexual.
DARWIN - Ao longo de grandes períodos de tempo, os frangos têm sido selecionados naturalmente, de modo que, agora, têm uma predisposição genética a cruzar estradas.
EINSTEIN - Se o frango cruzou a estrada ou a estrada se moveu sob o frango, depende do ponto de vista. Tudo é relativo.
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO - Por que ele atravessou a estrada, não vem ao caso. O importante é que, com o Plano Real, o povo passou a comer mais frango.
MALUF – O meu governo foi o que construiu mais passarelas para frangos. Quando for eleito novamente vou construir galinheiros deste lado para o frango não ter mais que atravessar a estrada.
MACONHEIRO - Foi uma viagem...
FEMINISTAS - Para humilhar a franga, num gesto exibicionista, tipicamente machista. Tentando, além disso, convencê-la de que, enquanto franga, jamais terá habilidade suficiente para cruzar a estrada.
CHE GUEVARA - Hay que cruzar la carretera, pero sin perder la ternura jamás...
CAETANO VELOSO - O frango é amaro, é lindo, uma coisa assim amara. Ele atravessou, atravessa e atravessará a estrada porque Narciso, filho de D.Canô, quisera comê-lo...ou não!
LULA - Porque queria se juntar aos outros mamíferos!
ALUNO DA FNH: Para fugir da apresentação do Interdisciplinar.
FNH: Porque estava com medo da apresentação do Interdisciplinar.


MÁXIMAS FILOSÓFICAS
- Ter a consciência limpa é sintoma de má memória.
- Aquele que luta contra a corrente morre eletrocutado.
- Se a montanha vem a Maomé...Corre! É uma avalanche!!!
- O importante não é ganhar, mas, sim, que o outro perca.
- Não sou um completo inútil, pelo menos sirvo de mau exemplo.
- Se você não é parte da solução, é parte do problema.
- Errar é humano. Mas botar a culpa no outro é mais humano ainda.
- O importante não é saber mas sim ter o telefone de quem sabe.
- Eu não sofro de loucura...a desfruto a cada minuto.
- É bom deixar a bebida. O ruim é não lembrar aonde.
- Foge das tentações...mas devagar, para que possam alcançar-te.
- A verdade absoluta não existe. Isto é absolutamente certo.
- Há um mundo melhor...mas é caríssimo.
- A mulher que não tem sorte com os homens...não sabe a sorte que tem!
- A preguiça é a mãe de todos os vícios. E, como mãe deve ser respeitada.
- Se um passarinho verde te disse algo...deves estar louco, pois passarinhos não falam!
- O importante é o dinheiro. A saúde vai e vem.
- Trabalhar nunca matou ninguém, mas porque arriscar-se?
- O álcool mata lentamente. Não importa, não tenho pressa.
- A confusão está clara!
- Mate-se estudando e serás um cadáver culto.
- Senhor daí-me paciência...mas tem que ser agora!!!
"Um tropeço pode impedir uma queda !" (Thomas Fuller)
"A única vez em que você não pode falhar é a última vez em que tentar!" (Charles Kettering)
"Nunca é tarde para ser o que você poderia ter sido!" (George Elliot)
"A diferença entre o sonho e a realidade é a quantidade certa de tempo e trabalho!" (William Douglas)
"Admitir que errou é admitir que tem um defeito a menos!”.
 
RESPOSTA DO CASSETA E PLANETA AOS DEPUTADOS. VALE A PENA LER A RESPOSTA DELES AO FINAL
Câmara se queixa do "Casseta & Planeta" - BRASÍLIA. Pressionada por deputados, a Procuradoria da Câmara vai reclamar junto à Rede Globo pelas alusões feitas no programa "Casseta & Planeta" exibido terça-feira passada. Os parlamentares reclamaram especialmente do quadro em
que foram chamados de "deputados de programa". Nele, uma prostituta fica indignada quando lhe perguntam se é deputada.
O quadro em que são vacinados contra a "febre afurtosa" também provocou constrangimento. Na noite de quarta-feira, um grupo de deputados esteve na Procuradoria da Câmara para assistir à fita do programa. Segundo o procurador Ricardo Izar (PMDB-SP), duas
parlamentares choraram. Izar se encontrará segunda-feira com representantes da emissora para tentar um acordo antes de recorrer à
Justiça. O presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP), também se disse indignado: - O programa passou dos limites. Eles têm talento
suficiente para fazer graça sem desqualificar a instituição, que garante a liberdade para que façam graça.
O diretor da Central Globo de Comunicação, Luís Erlanger, disse que a rede só se pronuncia sobre ações judiciais depois de serem efetivadas.
Os humoristas do Casseta & Planeta não quiseram falar sobre o assunto dizendo não querer "dar importância à concorrência".
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Foi com surpresa que nós, integrantes do Grupo CASSETA & PLANETA, tomamos conhecimento, através da imprensa, da intenção do presidente da Câmara dos Deputados de nos processar por causa de uma piada veiculada em nosso programa de televisão. Em vista disso, gostaríamos de esclarecer alguns pontos:
1. Em nenhum momento tivemos a intenção de ofender deputados ou prostitutas.O objetivo da piada era somente de comparar duas categorias profissionais que aceitam dinheiro para mudar de posição.
2. Não vemos nenhum problema em ceder um espaço para o direito de resposta dos deputados. Pelo contrário, consideramos o quadro muito adequado e condizente com a linha do programa.
3. Caso se decidam pelo direito de resposta, informamos que nossas gravações ocorrem às segundas-feiras, o que obrigará os deputados a "interromper seu descanso”.


PARECE PIADA!
Esta é uma história que está circulando entre os principais especialistas, norte-americanos, em atendimento ao cliente. Parece loucura, mas não é. Ela começa quando o gerente da divisão de carros "Pontiac", da General Motors dos EUA, recebe uma curiosa carta de reclamação de um cliente. Eis o que o cliente escreveu:
“Essa é a segunda vez que envio uma carta para vocês e não os culpo por não me responder. Eu posso parecer louco, mas o fato é que nós temos uma tradição em nossa família, que é tomar sorvete depois do jantar. Repetimos esse hábito todas as noites, variando apenas o tipo de sorvete, e eu sou o encarregado de ir comprá-lo. Recentemente, comprei um novo Pontiac, e desde então minhas idas à sorveteria se transformaram num problema. Sempre que eu compro sorvete de baunilha, quando volto da sorveteria para casa, o carro não funciona. Se comprar qualquer outro tipo de sorvete, o carro funciona normalmente. Os senhores devem achar que eu estou realmente louco, mas não importa o quão tola possa parecer a minha reclamação, o fato é que estou muito irritado com o meu Pontiac modelo 2003".
A carta gerou tantas piadas do pessoal da Pontiac que o presidente da empresa acabou recebendo uma cópia da reclamação. Ele resolveu levar o assunto a sério e mandou um engenheiro conversar com o autor da carta. O funcionário e o reclamante. (um senhor bem sucedido na vida e dono de vários carros) foram juntos à sorveteria no fatídico Pontiac. O engenheiro sugeriu sabor baunilha, para testar a reclamação, e o carro efetivamente não funcionou. O funcionário da General Motors voltou nos dias seguintes, à mesma hora, fez o mesmo trajeto, no mesmo carro, e só variou o sabor do sorvete. Mais uma vez, o carro só não pegava na volta quando o sabor escolhido era baunilha. O problema acabou virando uma obsessão para o engenheiro, que passou a fazer experiências diárias anotando todos os detalhes possíveis e, depois de 2 semanas, chegou a primeira grande descoberta. Quando escolhia baunilha, o comprador gastava menos tempo, já que este tipo de sorvete estava bem na frente. Examinando o carro, o engenheiro fez nova     descoberta: Como o tempo de compra era muito mais reduzido no caso da baunilha, em comparação com o tempo dos outros sabores, o motor não chegava a esfriar. Com isso os vapores de combustível não se dissipavam, impedindo que a nova partida fosse instantânea.
A partir desse episódio, a Pontiac mudou o sistema de alimentação de combustível em todos os modelos a partir da linha 2003. Mais do que isso, o autor da reclamação ganhou um carro novo, além da reforma do carro que não pegava com o sorvete de baunilha.
A General Motors distribuiu também um memorandum interno, exigindo que seus funcionários levassem a sério até as reclamações mais estapafúrdias. Diz a carta da GM SOCIESC - Capacitação Empresarial:
"Por mais ridícula que possa ser a reclamação, ela sempre deve ser levada em consideração, pois pode ser que uma grande inovação esteja por trás de um sorvete de baunilha."
Colaboração: Tadeu – Curitiba.


“O Bom advogado é aquele que conhece as leis. O melhor advogado é aquele que conhece o juiz.......”. (Autor desconhecido).


Novo e-mail de uma conhecida instituição no Brasil: @lheira.com.br


JUSTIFICATIVA DE UM ACIDENTE DE TRABALHO PORTUGUÊS - (ESPECIAL PARA O PROFESSOR LUIZ CARLOS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO)
Esta foi a carta de um operário português, acidentado no trabalho, à sua Cia. Seguradora. (A Cia. de Seguros havia estranhado tantas fraturas e em uma só pessoa, num mesmo acidente). O caso foi julgado no Tribunal da Comarca de Cascais - Lisboa - Portugal.
À Cia. Seguradora.
Exmos. Senhores,
Em resposta ao seu gentil pedido de informações adicionais, esclareço: no quesito nº 3 da comunicação do sinistro mencionei: "tentando fazer o trabalho sozinho" como causa do meu acidente. Em vossa carta V. Sas. me pedem uma explicação mais pormenorizada pelo que, espero seja suficiente, os seguintes detalhes:
Sou assentador de tijolos e no dia do acidente estava a trabalhar sozinho num telhado de um prédio de 6 (seis) andares. Ao terminar meu trabalho, verifiquei que havia sobrado 250 kg de tijolos. Em vez de os levar à mão para baixo (o que seria uma asneira), decidi colocá-los dentro de um barril, e, com ajuda de uma roldana, a qual felizmente estava fixada em um dos lados do edifício (mais precisamente no sexto andar), descê-lo até o térreo. Desci até o térreo, amarrei o barril com uma corda e subi ao sexto andar, de onde puxei o dito cujo para cima, colocando os tijolos no seu interior. Retornei em seguida ao térreo, desatei a corda e segurei-a com força para que os tijolos (250kg) descessem lentamente. Para meu espanto e terror, senti-me violentamente alçado do chão e, perdendo minha característica presença de espírito, esqueci-me de largar a corda. Acho desnecessário dizer que, fui içado do chão a grande velocidade. Nas proximidades do terceiro andar dei de cara com o barril que vinha a descer. Ficam, pois, explicadas as fraturas do crânio e das clavículas. Continuei a subir a uma velocidade um pouco menor, somente parando quando os meus dedos ficaram entalados na roldana. Felizmente, nesse momento já recuperara a minha presença de espírito e consegui, apesar das fortes dores, agarrar a corda. Simultaneamente, no entanto, o barril (com os tijolos) caiu ao chão, partindo seu fundo. Sem os tijolos, o barril pesava, agora, aproximadamente 25kg. Como podem imaginar, comecei a cair vertiginosamente, agarrado à corda, sendo que, próximo ao terceiro andar, quem encontro? Ora, pois, o barril quer vinha a subir. Ficam explicadas as fraturas dos tornozelos e as lacerações das pernas. Felizmente, com a redução da velocidade de minha descida, os meus sofrimentos foram minimizados quando caí em cima dos tijolos lá embaixo, pois felizmente, só fraturei três vértebras e duas costelas. No entanto, lamento informar que ainda houve agravamento do sinistro, pois quando me encontrava caído sobre os tijolos, incapacitado de me      levantar, consegui, porém e finalmente, soltar a corda. O problema é que o barril, que pesava mais do que a corda, desceu e caiu em cima de mim, fraturando as pernas. Espero ter fornecido as informações complementares que me haviam sido solicitadas.
Outrossim, esclareço que este relatório foi escrito por minha enfermeira, pois os meus dedos, ainda guardam a forma da roldana. Atenciosamente, Antonio Manuel Joaquim Soares de Coimbra
Colaboração: Nagib


QUESTÃO 5.
Explique resumidamente, o processo de destilação simples.
Resposta do aluno: Faça uma linha no chão. Atravesse-a e você estará daquele lado, atravesse-a de novo e você estará destilado. Viu como é simples?
Comentário do professor: É assim que você encara as aulas de ciências?? Como forma de construir piadas?? Você está confundindo as coisas, já está na hora de levar a escola a sério!!!
Colaboração: UUUNagib.


PREOCUPAÇÃO? Há apenas duas coisas com que se preocupar. Se você está bem ou não. Se você está bem, não há nada com que se preocupar. Se não, há duas coisas com que se preocupar. Se você vai ficar bem ou não. Se você vai ficar bem, não há nada com que se preocupar. Se não, há duas coisas com que se preocupar. Se você vai para o Céu ou para o inferno. Se vai para o Céu, não há nada com que se preocupar. Se vai para o inferno, estará tão ocupado cumprimentando os velhos amigos, que nem terá tempo de se preocupar. Então, porque se preocupar????
Colaboração: Tadeu.


DEFICIÊNCIAS
"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.
"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. E só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
"Diabético" é quem não consegue ser doce.
"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.
E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois "Miseráveis"  são todos que não conseguem falar com Deus.
"A amizade é um amor que nunca morre."
(Mário Quintana)
Colaboração: Márcio.


A PEDRA
O distraído nela tropeçou...
O bruto a usou como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês, cansado da lida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já Davi matou Golias e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!
Colaboração: Jehovah Martins


"SER OU NÃO SER CHATO, EIS A QUESTÃO"
- O chato nunca perde o seu tempo, perde sempre o tempo dos outros;
- Uma pessoa brilhante pode até ser chato, mas um chato nunca pode ser brilhante;
- O chato é aquele que você pergunta como tem passado, ele conta!
- Todo chato cutuca: oh, oh, oh!!!
- Chato quando está com tosse, ao invés de ir ao médico, vai ao teatro;
- Chato é aquele indivíduo que vai com você pela rua e pára de 2 em 2 metros porque não sabe conversar andando;
- Chato só pára de fumar para ficar atazanando quem fuma;
- O chato é aquele que te vê do outro lado da rua  e grita 'Vem cá!', quando a distância é exatamente a mesma;
- O chato é tão chato que quando ele chega em casa, a família dele finge que está dormindo!
Qualquer coincidência com alguns colegas da Faculdade, é mera semelhança!
Colaboração: Ana Karina


"Os homens são como tapetes: às vezes precisam ser sacudidos!" Provérbio Árabe


LISTA DE NATAL (Frei Betto)
Neste Natal, não quero o Papai Noel das promoções comerciais, das ceias pantagruélicas, dos presentes caros embrulhados em afetos raros. Quero o Menino Jesus nascido no coração da manjedoura, esperança acesa num pasto de Belém, Maria a cantar que os abastados serão despedidos de mãos vazias e os pobres saciados de bens.
Não quero o Papai Noel das lojas enfeitadas, do celofane brilhante das cestas de produtos importados, das garrafas em que os néscios afogam tristezas rotuladas de alegrias. Quero o Menino palestino em busca de uma terra onde nascer e viver, o Menino judeu arauto da paz na Terra aos homens e mulheres de boa vontade, o Menino poupado da estupidez das guerras.
Neste Natal dispenso abraços protocolares e sorrisos sob medida, sentimentos retóricos e emoções que encobrem a aridez do coração. Quero o amor sem dor, a oração só louvor, a fé comungada no sabor de justiça.
Não quero presentes dos ausentes, a litúrgica reverência às mercadorias, a romaria pagã aos templos consumistas dos shopping-centers. Quero o pão na boca da criança faminta, a paz que se alarga dos espíritos atribulados aos campos de batalha, o gozo de contemplar o Invisível.
Neste Natal, não quero essa pavorosa troca de produtos entre mãos que não se abrem em solidariedade, compaixão e carinho despudorado. Quero o Menino solto no mais íntimo de mim mesmo, semeando ternura em todos os canteiros em que as pedras sufocam as flores.
Não quero esse ruído urbano que esmaga a alma, os ouvidos aprisionados aos telefones, o olfato condenado por odores insalubres, a boca em cascatas de palavras inúteis, despidas de verdade e sentido. Quero o silêncio indevassável de meu próprio mistério, o canto harmônico da natureza, a mão que se estende para que o outro se erga, a fraternura dos amigos abençoados pela cumplicidade perene.
Neste Natal, não me interessam as oscilações dos índices financeiros, as promessas viciadas dos políticos, os cartões impressos a granel, cheios de colorido e vazios de originalidade. Quero as evocações mais ternas: o cheiro do café coado de manhã por minha avó, o som do sino da matriz, o rádio Philco exalando sabonete enquanto a babá me via brincar no quintal.
Não quero as amarguras familiares que se guardam como poeira nas dobras da alma, as invejas que me alienam de mim mesmo, as ambições que me tornam tristes como as galinhas, que têm asas e não voam. Quero os joelhos dobrados no átrio da igreja, a cabeça curvada ao Transcendente, a perplexidade de José diante da gravidez inusitada de Maria.
Neste Natal, não irei às ruas febris dos mercadores de bens finitos, nem disfarçarei em algodão a neve que se amontoa em meus dissentimentos ou prenderei falsas sinetas no frontispício de minha indiferença. Quero o segredar dos anjos, a alegria desdentada de um pobre reconhecido em seu direito, a euforia imaculada de um bebê acolhido em braços amados.
Não viajarei para longe de mim mesmo, à procura de uma terra na qual eu próprio me sinta estrangeiro, falando um idioma cujo significado me escapa. Mergulharei no mais profundo de minha subjetividade, lá onde as palavras se calam e a voz de Deus se faz ouvir como apelo e desafio.
Neste Natal, não entupirei o meu verão de castanhas e nozes, panetones e carnes gordas. Nem deixarei o que me resta de sensatez resvalar pelo gargalo de uma bebida destilada. Porei sobre a mesa Deus fatiado em pão, a entornar de vinho cálices alados, e convidarei à festa os famintos de bem-aventuranças.
Não rezarei pela bíblia dos que professam o medo, nem acenderei velas aos guardiões do Inferno. Não serei o alpinista de cobiças desmedidas, nem o coveiro de utopias libertárias. Desfraldarei sobre o telhado a bandeira de sonhos inconfessos e semearei estrelas no jardim de meus encantos, lá onde cultivo essa doce paixão que me faz sofrer de saudades do que é terno.
Neste Natal, farei de minhas gravatas uma imensa corda para enforcar o cinismo das convenções sociais e descerei um por um os degraus dos podres poderes, até ingressar nos subterrâneos repletos de luz dos servos da esperança. Não sonegarei sentimentos e encantos. Andarei nu pelas ruas para que todos vejam como o tempo enrugou delicadamente a minha pele, imprimiu flacidez a esses membros prenhes de história e cobriu-me de pêlos alvos como o frescor da velhice coerente.
Não aceitarei os brindes de mãos que não se tocam, nem irei às ceias dos que se devoram. Não comerei do bolo que empanturra corações e mentes, nem deixarei que a aurora do Menino me surpreenda empanzinado de sono. Alimentado como um pássaro, sairei na noite feliz guiado pela estrela dos magos; dançarei aleluias entre as galáxias da Via Láctea e, pela manhã, em cada raio de sol injetarei poesia para que todos acordem inebriados como se fossem borboletas livres do casulo.
Neste Natal, não direi adeus ao século que finda e ao milênio que se encerra, nos quais recebi a vida, a fé e mais perguntas que respostas.  Pisarei cuidadoso entre mortos inocentes e alentos frustrados, e haverei de conferir no monitor eletrônico quantos foram os dissabores disseminados pela fera disfarçada de humano. De mãos dadas com o Menino, deixarei que as águas lavem o avesso de minha pele e, em seguida, caminharemos silentes rumo ao novo século e ao terceiro milênio. E eu estarei com os olhos fixos no Menino para que seu verbo se faça carne em meu coração de pedra, cuidando para que ele cresça despregado da cruz, exaltado pela vitória inelutável da Ressurreição.
Colaboração: Serginho.


AH! SE TODAS AS EMPRESAS FOSSEM COMO UMA ESCOLA DE SAMBA...Paulo Kramer
A cada Carnaval que passa, fico imaginando como seria bom se as nossas empresas, as empresas dos nossos fornecedores, e até dos nossos clientes, seguissem o magnífico exemplo das escolas de samba.
Para começar, em uma escola de samba não existe horário de trabalho ou hora extra. Ninguém faz greve por melhores salários ou quem sabe por melhores condições de trabalho, embora muitos trabalhem em barracões em que a temperatura passa facilmente dos 40°C. Nunca se ouve de um trabalhador que está preparando um carro alegórico que esse serviço não é de sua responsabilidade e sim de outro. Se tiver de soldar ele solda, se tiver de cortar, ele corta. Se tiver de colar, ele cola. E até se tiver de costurar, ele costura. Enfim, não interessa sua especialidade, ele fará o que for necessário e não somente aquilo para o que foi contratado.
Tudo é suportado com o intuito maior que é o de pôr sua escola na passarela, o mais bonito e impecável possível. E, principalmente, no dia previsto que, aliás, é mais um ponto que devemos copiar: a pontualidade.
Jamais ouvi falar que não deu tempo de terminar, ou que uma escola precisa de mais um ou dois dias, ou quem sabe de uma semana, para finalizar os trabalhos. Carnaval está fixado no calendário e ele nunca foi postergado. E as escolas de samba sequer possuem uma área de logística com pessoas pós-graduadas, como é comum em nossas empresas, para cumprir esse prazo. Tem de sair e sai no prazo. Se somente isso as empresas conseguissem copiar já teríamos uma grande economia de recursos humanos e financeiros.
Administrar custos é outro bom exemplo que as escolas nos dão. A começar pelo acompanhamento criterioso dos gastos, sem desperdício de materiais, já que não é possível obter verba suplementar caso o budget tenha estourado. A pergunta é: se eles, sem serem grandes empresas, conseguem prever e cumprir os gastos, como muitos departamentos (e conseqüentemente empresas) não conseguem?
Chega enfim o grande dia do desfile, estão lá os carros alegóricos, os passistas, os instrumentos, as porta-bandeiras e suas fantasias. Sem falta, encontram-se todos no ponto de concentração de cada escola e no horário. Já imaginaram tudo o que está por trás para chegarem a esta performance?
Ao entrarem na passarela, podemos observar outros exemplos que deveríamos obstinadamente implantar nas nossas empresas.
As escolas têm um prazo para desfilar e para cada minuto a mais ou a menos perdem pontos. Como fazem as escolas, em alguns casos com milhares de sambistas, para percorrer toda a avenida no prazo pré-determinado? Evidente que um ou outro carro alegórico pode quebrar no trajeto, mas se até o computador do dono de uma grande empresa do ramo que possui muito mais recursos que uma escola de samba pode falhar em uma apresentação, esse fato é desprezível.
Por fim vemos todos os integrantes desfilando com garra, buscando energias do fundo do seu pulmão para entoar o samba enredo da sua escola por mais de uma hora, fazendo evoluções e todos sempre com um sorriso franco e aberto no rosto.
No desfile não existe uma ala melhor que a outra, uma que inveje ou desdenhe outra por considerá-la mais ou menos importante, como infelizmente é comum em nossas empresas. Por isso que no desfile de uma escola não existem departamentos, e sim, blocos que, conforme é descrito nos dicionários, significa "uma coisa só". A quantas empresas podemos dar a mesma definição? Em muitos casos seria correto dizer fragmentos e não blocos, já que o discurso de satisfazer o cliente interno infelizmente não passa de uma placa dos ideais da empresa afixada na recepção.
No final do desfile, inúmeros são os casos de pessoas com bolhas nos pés, algumas até sangram, mas ninguém vai atrás de um atestado e pede afastamento. Pelo contrário, alguns retornam ao início da avenida, trocam de fantasia e desfilam novamente, dessa vez, em uma outra escola.
O passista da escola de samba é até mais fiel do que o torcedor fanático de futebol, já que esse quando seu time não vai bem sai do estádio antes, dá as costas para o campo, vaia, xinga, coisas que um sambista de escola não faz, não importa com qual classificação sua escola esteja, e por quantos anos.
A CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) existe, mas não sei de um caso que algum integrante de escola de samba tenha ingressado na justiça para receber os seus direitos. Não estou apregoando que as empresas não devam seguir as conquistas que os trabalhadores já tiveram, mas nós trabalhadores também deveríamos refletir um pouco e quem sabe mudar um pouco nossa postura.
E por que tudo isso sai da melhor forma no tempo certo? Por uma única razão: amor. Amor à escola, amor por aquilo que se está fazendo e, no final, pelo gosto da realização, de ver seu empenho consagrado – e tudo isso, muitas vezes, sem remuneração, só pela satisfação.
Que obrigações temos nós, então, que somos remunerados e, em alguns casos, muito bem remunerados? Trabalhar com mais amor, dedicação e comprometimento, e, caso não estejamos satisfeitos, ter a coragem e o caráter suficientes para mudar de escola, se for o caso, e não ficar reclamando pelos corredores ou na máquina do café.
Se nós seguíssemos somente alguns dos exemplos que as escolas de samba nos dão, nós como profissionais, nossas empresas, e o nosso País, só teriam a ganhar.
Colaboração: Markão.


52 MENSAGENS PARA O SUCESSO DE SUA EMPRESA
Quanto mais experiência a gente compartilha, mais experiência a gente tem.


CLIENTES
Foco no cliente todo mundo tem. Nós temos um microscópio no cliente. UNIBANCO
O cliente é nosso principal ativo. Fábio Barbosa
Cada ciente deve ser tratado como se fosse o primeiro e o único. Norman Bawes
A empresa deve procurar produtos para seus clientes e não clientes para seus produtos. Don Peppers
Não existe melhor propaganda do que um cliente encantado. Jay Curry
As empresas existem para criar e preservar seus clientes; não para criar produtos. Os produtos são efêmeros e os clientes não. Don Peppers
Todos os sorrisos do mundo não irão ajudá-lo se o seu produto ou serviço não for o que seu cliente deseja. Carl Sewell
Se você não estiver pensando no cliente, você não está pensando. Philip Kotler
Amesa de trabalho é um lugar perigoso para se observar o mundo. John lê Carré


PESSOAS
Construa a sua empresa com pessoas únicas. Bill Gates
Estou procurando pessoas que tenham a capacidade de não saber o que não pode ser feito. Henry Ford
O ingrediente mais importante da fórmula do sucesso é saber lidar com as pessoas. Theodore Roosevelt
A única vantagem competitiva sustentável é ter pessoas com a capacidade de aprender mais rápido e melhor do que os concorrentes. Peter Senge
Toda empresa precisa ter gente que erra, que não tem medo de errar e que aprende com o erro. Bill Gates
Boas pessoas se traduzem em boa gestão e boa gestão resulta de boas pessoas. Economize tempo recrutando os melhores. Às vezes isso significa escolher atitudes, em vez de credenciais e experiência. Donald Trump


LIDERANÇA
Liderar é criar um ambiente em que as pessoas desejem ser parte da organização e não apenas trabalhar nela. Liderar é criar um ambiente que faça com que as pessoas desejem fazer, em lugar de ter que fazer. Stephen Covey
Líder é aquele que faz as pessoas irem além de que elas podem fazer. Maria Silvia Bastos Marques
Liderar é ajudar outras pessoas a crescer e a alcançar o sucesso. Liderança não tem a ver com você, tem a ver com os outros. Jack Welch
Os lideres devem mobilizar as pessoas. Devem fazê-las apaixonar-se por algo que nunca viram; às vezes por algo que ainda não existe. Rosabeth Moss
Sua excelência como líder terá sido alcançada quando as pessoas o seguirem a todas as partes, mesmo que seja apenas por curiosidade. Collin Powell
Se você quer ser um líder, saiba que sua habilidade será medida pelo sucesso daqueles que estão à sua volta. David Niven
A paixão não pode ser fabricada, tampouco se pode motivar as pessoas a se sentirem apaixonadas. A única possibilidade é descobrir o que desperta sua paixão e as paixões e as paixões daqueles à sua volta. Jim Collins


PROBLEMAS
Não é que eles não vêem a solução. É que eles não vêem o problema. Groven Cleveland
Quanto mais complexo nos parece o problema mais simples deve ser a solução. Eliyahu Goldratt
Observe os detalhes: uma simples rachadura pode fazer um grande transatlântico naufragar. Benjamin Fraklin
Você só pode ter duas coisas na vida: desculpas ou resultados. Evandro Motta
Administrar é priorizar. Aguinaldo Diniz
Trabalhe na causa e não no efeito. Comandante Rolim


MUDANÇAS
Ou arriscamos ou não. Ou mudamos ou não. Mudanças duradouras raramente ocorrem quando nos dirigimos cuidadosamente em direção ao futuro. Elas ocorrem quando saltamos. Martin Luther King
Hoje as mudanças não são medidas em anos ou meses mas sim em dias. Quem não raciocinar em dias está frito. Velocidade é poder. Jack Welch
Para ser superado não precisa parar, basta permanecer na mesma velocidade e forma de pensar. Claudiney Fullman
Nós temos a responsabilidade da mudança. Devemos começar por nós mesmos, aprendendo a não rejeitar antecipadamente o novo, o surpreendente, aquilo que parece radical. Domenico de Mais
Não podemos aceitar a zona de conforto que o sucesso traz. Tarcisio Gargioni
Se queres progredir não deves repetir a história mas fazer uma história nova. Para construir uma nova história é preciso trilhar novos caminhos. Gandhi
Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante do que a velocidade. Clarice Lispector
Sucesso e fracasso demais podem arruinar. Marlon Brando
Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele conduz somente até onde os outros já foram. Graham Bell
Se você faz o que sempre fez, conseguirá cada vez menos do que sempre conseguiu. Evandro Motta
Em uma tempestade as árvores mais resistentes e rígidas são as que quebram primeiro; as flexíveis curvam-se e deixam o vento passar. Vitor Hugo


EXCELÊNCIA
A excelência é um hábito. Aristóteles
A busca da excelência significa que poucas verdades, ou nenhuma, são eternas. Nitin Nohria
A complacência e a excelência nunca se conheceram. Einstein


INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS
A verdadeira experiência é um leme, não uma âncora. Carlos Hilsdorf
Experiência própria é uma boa escola, mas a mensalidade é muito cara. Henrl Heline
Uma pessoa inteligente aprende com os próprios erros. Uma pessoa sábia aprende com os erros dos outros. J.F. Kennedy
A vida é no gerúndio: vivendo e aprendendo. Amália Sina
Os líderes também podem e devem aprender uns com os outros. Jack Welch
Sempre busque e aplique as melhores idéias, qualquer que seja a fonte. Jack Welch


CONHECIMENTO
O mundo agora se divide em dois grupos: os que detêm o conhecimento e as informações e os que são dependentes do primeiro grupo. Emerson de Almeida
Conhecimento já não representa poder, velocidade na aquisição do conhecimento, sim. Carlos Pessoa Coelho
Conhecimento não é soma, é agregação e interação de informações que conectam-se entre si, como peças de um mosaico. Thomas Stewart
Só sei que nada sei. Sócrates
(Colaboração: João José Santiago)
 
EM NOME DA VAIDADE
Na antiga China os príncipes se casavam com meninas entre 12 e 13 anos. As jovens esposas eram praticamente crianças e seus ovários ainda não estavam amadurecidos para gerar filhos. Por essa razão, sacerdotes que praticavam acupuntura introduziam uma agulha de ouro no pavilhão da orelha para amadurecer as gônadas. O fato de as pequenas princesas aparecerem em público com aquele adereço na orelha despertou a vaidade das demais mulheres, que passaram a imitá-las, e o brinco virou moda. Vale ressaltar que, no início, a agulha era colocada por sacerdotes que conheciam os efeitos provocados por aquele objeto de metal no organismo das jovens esposas.
Com o passar do tempo o uso de brincos foi se popularizando e hoje é usado de forma indiscriminada e nas mais variadas regiões do corpo. No entanto, esses objetos cruzam certas zonas de força e podem provocar distúrbios orgânicos dos mais variados. A perfuração (com metais) pode interromper ou acelerar o fluxo energético em determinadas regiões do corpo e provocar enfermidades graves. Por vezes, a pessoa coloca um ou vários brincos e passa a sentir sintomas que antes não sentia, sem se dar conta de que isso é resultado do uso, em região inadequada, desse objeto perfurante.
Em nome da vaidade muita gente faz uso de produtos que ainda não foram bem testados pelos especialistas, e dos quais se desconhecem os efeitos colaterais que podem provocar. É o caso do uso desmedido do silicone, apenas por vaidade, que pode causar danos à saúde da mulher que faz esses implantes sem nenhum critério. Há ainda os produtos químicos de variada ordem, que são usados para combater as marcas esculpidas no rosto, pela idade.
É importante pensar a respeito dessas questões para saber se vale a pena estar na moda, mas doente. Estar esteticamente belo, mas oferecendo variados riscos à saúde. Exceto os casos em que há uma necessidade terapêutica ou uma correção estética pertinente, correr riscos dessa natureza é, no mínimo, falta de bom senso. Ademais, se você já decidiu colocar brincos, “piercing” ou outro adereço qualquer, isso é um direito seu. Mas pense na possibilidade de consultar um especialista no assunto, um especialista em Acupuntura que saiba o ponto que não lhe trará riscos à saúde.
Afinal de contas, se você julga importante estar em dia com a moda, considere que mais importante ainda, é estar em dia com a saúde, com a vida, enfim..................................
Você sabia... Que foi um monge chinês que criou a moda da argola de ouro no lóbulo da orelha?
É que certa feita os piratas salvaram do naufrágio vários monges e um deles, que cultivava a sabedoria da acupuntura, percebendo que um dos piratas tinha um problema de visão, colocou-lhe uma argola de ouro no lóbulo para curá-lo da enfermidade.
Ao longo do tempo, outros piratas gostaram da idéia e a copiaram para si mesmos. E criou-se a moda da argola na orelha.
Por conhecer as origens desses modismos, é que vale a pena refletir até que ponto os enfeites trazem benefícios ou nos prejudicam a saúde.
(Colaboração: A.M.B.)


CONHEÇA SEU CLIENTE!!!
Uma dona de casa, num vilarejo, ao atender as palmas em sua porta . . .
-   "Oi de casa, tô entrando!"
Ela se depara com um homem jogando esterco de cavalo em seu tapete da sala.
 A mulher, apavorada, pergunta:
- "O senhor está maluco? O que pensa que está fazendo em meu tapete?"
O vendedor, sem deixar a mulher falar, responde:
-  "Boa tarde! Eu estou oferecendo o meu produto e eu provo, ao vivo, para senhora, que os nossos aspiradores são os melhores e mais eficientes do mercado, tanto que vou fazer um desafio: se eu não limpar este esterco em seu tapete, eu prometo que irei comê-lo!"
A mulher se retirou para a cozinha sem falar nada...
O vendedor curioso, perguntou:
- "A senhora vai aonde? Não vai ver a eficiência do meu produto?"
A mulher responde:
- Vou pegar uma colher de sal e pimenta e um guardanapo de papel. Também uma cachaça para lhe abrir o apetite, pois aqui em casa não tem energia elétrica! ! !"
Lição:
Conheça o seu cliente antes de oferecer a a ele qualquer coisa ...
(Colaboração: A.M.B.)


UMA BOA COMUNICAÇÃO É FUNDAMENTAL para os relacionamentos pessoal e profissional.
No da a dia, desentendimentos ocorrem muitas vezes porque ela não acontece devidamente; falamos para nós e não para o outro entender. Neste caso, não custa perguntar à outra pessoa, o receptador da mensagem, o que ela entendeu do que falamos.
Regrinha básica de assertividade, não acha?
O que a Comunicação pode fazer ?
Uma senhora idosa parada ao lado da rua, está confusa e hesitante com a tentativa de fazer a travessia diante de um tráfego intenso. Temerosa, ela não conseguia sair do lugar. Finalmente apareceu um cavalheiro que, tocando-a, perguntou se poderia atravessar a rua com ela. Alegre e muito agradecida, a senhora tomou seu braço e juntos partiram em direção ao lado oposto. Foi então que ela começou a ficar mais apavorada ao ver que o cavalheiro ziguezagueava pelo meio da rua enquanto buzinas soavam e freios eram acionados com motoristas dizendo palavras ofensivas.
Quando finalmente chegaram ao outro lado, ela, furiosa, lhe disse:
"Você quase nos matou. Você caminha como se fosse cego!"
"Mas eu sou. Foi por isso que lhe perguntei se poderia atravessar junto com a senhora." Isto nos faz pensar... quantas vezes somos mal entendidos ou entendemos mal!
"Comunicação não é o que a gente fala, mas sim, o que o outro entende".
(Colaboração: A.M.B.)


TALVEZ...
Talvez eu venha a envelhecer rápido demais. Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.
Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida. Mas farei que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei.
Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais. Mas jamais irei me considerar um derrotado.
Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda. Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão.
Talvez um dia o sol deixe de brilhar. Mas então irei me banhar na chuva.
Talvez um dia eu sofra alguma injustiça. Mas jamais irei assumir o papel de vítima.
Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos. Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderão em minha direção.
Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas. Mas não terei vergonha por esse gesto.
Talvez eu seja enganado inúmeras vezes. Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança.
Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros. Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.
Talvez com o decorrer dos anos eu perca grandes amizades. Mas irei aprender que aqueles que realmente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos.
Talvez algumas pessoas queiram o meu mal. Mas irei continuar plantando a semente da fraternidade por onde passar.
Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música. Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos.
Talvez eu nunca consiga enxergar um arco-íris. Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.
Talvez hoje eu me sinta fraco. Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente.
Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias. Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.
Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música. Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo.
Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações. Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.
Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira. Mas ao invés de fugir, irei correr atrás do que almejo.
Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser. Mas passarei a admirar quem sou. Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.
E se ainda não me convenci disso, é porque como diz aquele ditado: “ainda não chegou o fim” Porque no final não haverá nenhum “talvez” e sim a certeza  de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.
Autor: O lendário armador grego, Aristóteles Onassis.
O sol significa LUZ E os pássaros voando, a LIBERDADE. Portanto, que saibamos usar a luz necessária, para administrar com responsabilidade, a liberdade de escolher os nossos próprios caminhos.
(Colaboração: Lucia)
 
EVITE SER TRAÍDO
Você homem da atualidade, vem se surpreendendo diuturnamente com o "nível" intelectual, cultural e, principalmente, "liberal" de sua mulher, namorada, etc. `As vezes sequer sabe como agir, e lá no fundinho tem aquele medo de ser traído - ou nos termos usuais "corneado".
Saiba de uma coisa...
Esse risco é iminente, a probabilidade disso acontecer é muito grande, e só cabe a você, e a ninguém mais evitar que isso aconteça - ou então - assumir seu "chifre" em alto e bom som. Você deve estar se perguntando porque eu gastaria meu precioso tempo falando sobre isso. Entretanto, a aflição masculina diante da traição vem me chamando a atenção já há tempos.
Mas o que seria uma "mulher moderna"?
A princípio seria aquela que se ama acima de tudo, que não perde (e nem tem) tempo com / para futilidades, é aquela que trabalha porque acha que o trabalho engrandece, que é independente sentimentalmente dos outros, que é corajosa, companheira, confidente, amante... É aquela que `as vezes tem uma crise súbita de ciúmes mas que não tem vergonha nenhuma em admitir que está errada e correr pros seus braços... É aquela que consegue ao mesmo tempo ser forte e meiga, desarrumada e linda...Enfim, a mulher moderna é aquela que não tem medo de nada nem de ninguém, olha a vida de frente, fala o que pensa e o que sente, doa a quem doer... Assim, após um processo "investigatório" junto a essas "mulheres modernas" pude constatar o pior.
VOCÊ SERÁ (OU É???) "corno", ao menos que:
- Nunca deixe uma "mulher moderna" insegura.
Antigamente elas choravam. Hoje elas simplesmente traem, sem dó nem piedade. Não ache que ela tem poderes "advinhatórios". Ela tem de saber da sua boca o quanto você gosta dela. Qualquer dúvida neste sentido poderá levar às conseqüências expostas acima.                         - Não ache que é normal sair com os amigos (seja pra beber, pra jogar futebol) mais do que duas vezes por semana, três vezes então é assinar atestado de "chifrudo". "As mulheres modernas" dificilmente andam implicando com isso, entretanto elas são categoricamente "cheias de amor pra dar" e precisam da "presença masculina". Se não for a sua meu amigo...Bem...                                                             
- Quando disser que vai ligar, ligue senão o risco dela ligar para aquele ex bom de cama é grandessíssimo. Satisfaça-a sexualmente. Mas não finja satisfazê-la. As "mulheres modernas" têm um pique absurdo com relação ao sexo e, principalmente dos 20 aos 88 anos elas pensam - e querem - fazer sexo TODOS OS DIAS (pasmem, mas é a pura verdade... ) Bom, nem precisa dizer que se não for com você...                                                                                       - Lhe dê atenção. Mas principalmente faça com que ela perceba isso. Garanhões mau (ou bem) intencionados sempre existem, e estes quando querem são peritos em levar uma mulher `as nuvens. Então, leve-a você, afinal , ela é sua ou não é ????                
- Nem pense em provocar "ciuminhos" vãos. Como pude constatar, mulher insegura é uma máquina colocadora de chifres.                                                                           
- Em hipótese alguma deixe-a desconfiar do fato de você estar saindo com outra. Essa mera suposição da parte dela dá ensejo a um "chifre" tão estrondoso que quando você acordar meu amigo, já existirá alguém MUITO MAIS "comedor" do que você... só que o prato principal, bem.. dessa vez é a SUA mulher.                      
- Sabe aquele bonitão que você sabe, sairia com a sua mulher a qualquer hora? Bem... de repente a recíproca pode ser verdadeira. Basta ela só por um segundo achar que você merece... quando você reparar... já foi.
- Tente estar menos "cansado". A mulher moderna também trabalha o dia inteiro e, provavelmente ainda tem fôlego para - como diziam os homens de antigamente - "dar uma", para depois, virar pro lado e simplesmente dormir.                               
- Volte a fazer coisas do começo da relação. Se quando começaram a sair viviam se cruzando em "baladas", "se pegando" em lugares inusitados, trocavam e-mails ou telefonemas picantes, a chance dela gostar disso é muito grande, e a de sentir falta disso então é imensa. A "mulher moderna" não pode sentir falta dessas coisas... senão...
Bem amigo, aplica-se finalmente, o tão famoso jargão "QUEM NÃO DÁ ASSISTÊNCIA, ABRE CONCORRÊNCIA E PERDE A PREFERÊNCIA".
Deste modo, se você está ao lado de uma mulher de quem realmente gosta e tem plena consciência de que, atualmente o mercado não está pra peixe (falemos de qualidade!), pense bem antes de dar alguma dessas "mancadas"... Proteja-a, ame-a, e principalmente, faça-a saber disso. Ela vai pensar milhões de vezes antes de dar bola pra aquele "bonitão" que vive enchendo-a de olhares... e vai continuar, sem dúvidas, olhando só pra você!!!! "QUEM NÃO SE DEDICA SE COMPLICA".
(Arnaldo Jabor)
 
(Colaboração: Valéria)
 
PERGUNTARAM AO DALAI LAMA...
"O que mais te surpreende na humanidade?"
E ele respondeu:
"Os homens... Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido".
(Colaboração: Tadeu)


PERFUME DE MULHER
No filme “Perfume de Mulher”, há  uma  cena  inesquecível, em que um personagem cego, vivido por Al Pacino, tira uma moça para dançar e ela responde:
- Não posso, porque meu noivo vai chegar em poucos minutos ...
- Mas em um momento se vive uma vida!, responde ele, conduzindo-a num passo de tango.
E  esta  pequena  cena... é  o  momento  mais  bonito  do  filme.
Algumas pessoas vivem correndo atrás do tempo, mas parece que só alcançam quando morrem infartados, ou algo assim. Para outros, o tempo demora a passar;
Ficam ansiosos com o futuro e se esquecem de viver o presente, que é o único tempo que existe. Tempo todo mundo tem,  por igual. Ninguém tem mais nem menos que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo.
Precisamos saber aproveitar cada momento, porque, como disse John Lennon...“ A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro’’.
(Colaboração: Regina)


SOU BURRO E BOBO
Se o seu potencial parceiro perceber sua entrega incondicional, vai começar a sutilmente impor condições durante uma rodada de negócios – no início, durante e no fechamento de um novo contrato – seja burro e bobo. Tente, sempre que possível, fugir das iscas de vaidades colocadas diante de você por homens e mulheres brilhantes, sofisticados e refinadérrimos.
Por trás desta postura, aparentemente sofisticada de fazer negócios, está a lógica e a esperteza do seu oponente, que lança todo o charme do mundo para levá-lo para o terreno dele, fatiar sua visão estratégica e impor o estilo de negócios lá dele, que claro, não vai te interessar plenamente.
Tudo começa no primeiro contato. Você traz seu talento, sua habilidade de prestar determinado serviço, devidamente comprovada por anos de trabalho e de experiência no mercado. Do outro lado da mesa, o seu cliente em potencial.
Começa o teatro das vaidades. Seu futuro cliente é sempre o melhor no que faz, sabe sempre comprar bem, é o mais honesto, o mais isso e aquilo.
Ele (ou ela) espera que você entre na dança. E se prove também tão vaidoso quanto ela (ou ele). E que abra sua caixa de auto-elogios, mostrando que você é de confiança absoluta e que está disposto a tudo no mundo para fechar aquele negócio.
Essa é a isca. Se o seu potencial parceiro perceber sua entrega incondicional, vai começar a sutilmente a impor condições. Claro, trata-se de pessoa honesta e cheia de boas intenções. E, acima de tudo, você terá percebido nas entrelinhas, quer que você acredite que é muito inteligente.
É hora de você ser burro e bobo. Passe a não entender mais nada do que a pessoa – agora quase ex-futuro parceiro – tenta te explicar. Adote frases do tipo, “é que sou meio lesado e me desculpe mas daria para explicar melhor”.
Quanto mais burro e bobo você for, e se conseguir convencer seu oponente que é mesmo burro e é mesmo bobo, vai ser a hora de ele ou ela abrir a guarda e te explicar, etapa por etapa, como vai consolidar a parceria.
É hora de você reafirmar que é burro e bobo, mas tente, intimamente, não acreditar muito nisso. Mantenha seu olhar inteligente em torno das variações que seu quase futuro parceiro tem para oferecer.
Você começará a perceber pelas palavras dele (ou dela) o negócio se materializar. Faça perguntas do tipo: “Mas o que você me sugere para resolver o problema do fluxo de caixa e do capital de giro?” E ouça. Com calma. Mantendo seu olhar de burro e de bobo.
Depois, se sentir convencido, sendo burro e bobo, que o negócio é viável, abrace seu agora parceiro. Peça para preparar o contrato. Assine e vá trabalhar para que o projeto dê certo. Sempre mantendo este comportamento dúbio, de quem é burro e bobo, e que só sabe trabalhar com um tesão redobrado. E uma alegria meio doida.
MARCO ROZA
É jornalista. Trabalhou na Folha de São Paulo, Folha da Tarde, Notícias Populares, Jornal da Tarde, Diário do Grande ABC e DCI. Em Londres, trabalhou para o Central Office of Information, órgão de divulgação do governo inglês. É diretor da Marco Direto Marketing.
Fonte:  Revista Istoé Dinheiro- 28/06/06 
(Colaboração: A.M.B.)


AMBIENTE DE MOTIVAÇÃO
Empresas devem contribuir para que funcionários se sintam mais estimulados a crescer.
Vanessa Jacinto
Em busca de melhores resultados e para alcançar metas, as organizações dependem da dedicação de suas equipes. Mas, se essa dedicação é conseqüência de motivação, empresas e chefias terão que ficar atentas às necessidades dos profissionais. O fato é que, segundo pesquisa concluída em abril pela SEC Talentos Humanos, um sentimento de frustração se generalizou no mercado de trabalho. Falta de estímulo nas equipes, de habilidades para gerenciar conflitos, sobrecarga de trabalho e a luta para fazer bem-feito, mesmo com o tempo escasso, foram apontados pelos entrevistados como as principais dificuldades do ambiente de trabalho.
As respostas mostram que é preciso mudar. Em meio a um turbilhão de novidades que surgem todos os dias, carga horária puxada, dificuldades operacionais, conflitos pessoais, erros e acertos, a instabilidade não é mais a grande fonte de preocupação de quem está no mercado de trabalho. Segundo Vívian Maerker, uma das diretoras da SEC, as organizações devem se preocupar em montar um ambiente dinâmico, que permita ao empregado interagir, aprender, questionar e crescer de forma consciente e participativa.
Para a consultora, só sobreviverão aos novos desafios as empresas que conseguirem manter o espírito de equipe, a parceria e a complementaridade nos trabalhos de seus funcionários. Ao profissional deve ser dada a noção de que ele é importante. “Basta uma pessoa desmotivada para comprometer todos os resultados esperados”, diz.
Todas essas conclusões foram baseadas em 10 anos de entrevistas, reuniões e cursos em que Vívian acompanhou as mudanças do mundo corporativo e da realidade das empresas, fazendo um paralelo do mercado com os profissionais brasileiros. Segundo ela, pessoas estimuladas, comprometidas, treinadas e preparadas para suas funções entendem que precisam administrar sua vida e carreira. O difícil, porém, é ter energia para trabalhar com parceiros e equipes desinteressadas, sem foco ou motivação.
A consultora Jacqueline Alves de Souza concorda e lembra que é mesmo impossível pensar em bons resultados individuais ou coletivos, se a pessoa se sente ignorada no ambiente de trabalho, sem orientações, elogios ou críticas, sem saber da sua importância no time em que atua. “Não há espírito de iniciativa ou motivação que resistam. Sem ter uma avaliação clara do seu desempenho como ponto de referência, ninguém consegue ser produtivo. Motivar é dar feedback, estimular iniciativas, a responsabilidade e a lealdade entre as pessoas. Sem isso, o impacto das exigências do mercado se tornam ainda mais negativos”, ressalta.
Na opinião delas, executivos, gerentes, supervisores e diretores devem considerar o fato de que alguns profissionais demandam mais retorno do que os outros e que pessoas diferentes têm necessidades diferentes para se sentir motivadas. Para melhorar o clima de suas equipes devem procurar desenvolver habilidades comportamentais, como a maturidade emocional, capacidade de elogiar e reconhecer, comemorar as realizações, delegar poder e tomar decisões.
(Colaboração: Carla)


TRABALHO EM EQUIPE
Há muitos anos, Tom era funcionário de uma empresa muito preocupada com a educação. Um dia, o executivo principal decidiu que ele e todo grupo gerencial – um total de 12 pessoas – deveriam participar de um curso de sobrevivência, que tinha a forma de uma longa corrida de obstáculos. A prova era cruzar um rio violento e impetuoso. Para a surpresa de todos pela primeira vez o grupo gerencial foi solicitado a dividir-se em três grupos menores de quatro pessoas para a superação daquele obstáculo. Os grupos eram:  A, B e C. O grupo A recebeu quatro tambores de óleos vazios, duas grandes toras de madeira, uma pilha de tábuas, um grande rolo de corda grossa e dois remos. O grupo B recebeu dois tambores, uma tora e um rolo de barbante. Já o grupo C não recebeu recurso nenhum para cruzar o rio; eles foram solicitados a usarem os recursos fornecidos pela natureza, caso conseguissem encontrar algum perto do rio ou na floresta próxima. Não foi dada nenhuma instrução a mais. Simplesmente foi dito aos participantes que    todos deveriam atravessar o rio dentro de quatro horas. Tom teve a “sorte” de estar no grupo A, que não levou mais do que meia hora para construir uma maravilhosa jangada.  Um quarto de hora mais tarde, todo o grupo estava em segurança e com os pés enxutos no outro lado do rio, observando os grupos em sua luta desesperada. O Grupo B, ao contrário, levou quase duas horas para atravessar o rio. Havia muito tempo que Tom e sua equipe não riam tanto como no momento em que a tora e dos dois tambores viraram com os gerentes financeiro, de computação, de produção e de pessoal. E o melhor estava por vir.
Nem mesmo o rugido das águas do rio era suficiente para sufocar o riso dos oito homens quando o grupo C tentou lutar contra as águas espumantes. Os coitados agarraram-se a um emaranhado de galhos, que estavam se movendo rapidamente com a correnteza. O auge da diversão foi quando o grupo bateu em um rochedo, quebrando os galhos. Somente reunindo todas as forças que lhes restavam foi que o último membro do grupo C, o gerente de logística, todo arranhado e com os óculos quebrados conseguiu atingir a margem, 200 metros rio abaixo. Quando o líder do curso voltou, depois de quatro horas, perguntou:
- Então como vocês se saíram?
O grupo A respondeu em coro:
- Nós vencemos!  Nós vencemos!
O líder do curso respondeu:
- Vocês devem ter entendido mal. Vocês não foram solicitados a vencer os outros. A tarefa seria concluída quando os três grupos atravessassem o rio dentro de quatro horas.
Nenhum deles pensou em ajuda mútua, nem sonhou em dividir os recursos (tambores, toras, corda e remos) para atingirem uma meta comum. Não ocorreu a nenhum dos grupos coordenar os esforços e ajudar os outros. Foi uma lição para todos no grupo gerencial.
Todos caíram direto na armadilha. Mas naquele dia, o grupo aprendeu muito a respeito de trabalho em equipe e de lealdade em relação aos outros.
Moral da história:
Se parássemos de encarar a vida e as pessoas como um jogo e milhões de adversários, muito provavelmente sofreríamos menos, compreenderíamos mais os problemas alheios e encontraríamos muito mais conforto no abraço de cada um. 
Mas, infelizmente, nos enxergamos como rivais, como se estivéssemos em busca de um tesouro tão pequeno que só poderia fazer vitorioso a uma única pessoa. Ledo engano: o maior prêmio de nossa existência está na capacidade de compartilharmos a vida!
DICA:
Estamos todos no mesmo barco! Experimente acolher ao invés de julgar, perdoar ao invés de acusar e compreender ao invés de revidar! É difícil, sem dúvida!  Mas é possível e extremamente gratificante. A vida fica mais leve, o caminho fica mais fácil e a recompensa, muito mais valiosa.
A EQUIPE FAZ A FORÇA!
Adaptada por: O Mensageiro - EMATER - MG.
(Colaboração: A.M.B.)


CINCO BOLAS
Seguem alguns trechos da palestra de Brian Dyson, ex-presidente da Coca-cola, que aconteceu em conferência numa Universidade Americana, onde ele falou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos da vida.
Imaginem a vida como um jogo, no qual vocês fazem malabarismo com cinco bolas que lançam ao ar.
Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito.
O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate no chão e pula para cima. Mas as quatro outras são de vidro. Se caírem no chão, quebrarão e ficarão permanentemente danificadas.
Entendam isso e busquem o equilíbrio na vida. Como? * Não diminuam seu próprio valor, comparando-se com outras pessoas. Somos todos diferentes. Cada um de nós é um ser especial.
* Não fixem seus objetivos com base no que os outros acham importante. Só vocês estão em condições de escolher o que é melhor para vocês próprios.
* Dêem valor e respeitem as coisas mais queridas aos seus corações. Apeguem-se a elas como a própria vida. Sem elas a vida carece de sentido.
* Não deixem que a vida escorra entre os dedos por viverem no passado ou no futuro. Se viverem um dia de cada vez, viverão todos os dias de suas vidas.
* Não desistam quando ainda são capazes de um esforço a mais. Nada termina até o momento em que se deixa de tentar.
* Não temam admitir que não são perfeitos. Não temam enfrentar riscos. É correndo riscos que aprendemos a ser valentes.
* Não excluam o amor de suas vidas dizendo que não se pode encontrá-lo. A melhor forma de receber amor é dá-lo. A forma mais rápida de ficar sem amor é apegar-se demasiado a si próprio. A melhor forma de manter o amor é dar-lhe asas.
* Não corram tanto pela vida a ponto de esquecerem onde estiveram e para onde vão.
* Não tenham medo de aprender. O conhecimento é leve. É um tesouro que se carrega facilmente.
* Não usem imprudentemente o tempo ou as palavras. Não se podem recuperar. A vida não é uma corrida, mas sim uma viagem que deve ser desfrutada a cada passo. Lembrem-se: Ontem é historia. Amanhã é mistério e Hoje é uma dádiva. Por isso se chama presente*.
Passem essa mensagem para as pessoas que são importantes para vocês, porque segundo Brian sugeriu:
”Apeguem-se as coisas que são queridas ao seu coração (entre elas os amigos) sem elas a vida carece de sentido”.
(Colaboração: Tadeu)


A VELHINHA E O CRUZEIRO!
(É A PURA VERDADE )
Minha esposa e eu viajávamos num cruzeiro pelo Mediterraneo a bordo de um  transatlantico. Durante o jantar notamos uma senhora velhinha sentada perto da varanda do restaurante principal. Notei também que todo o pessoal, a tripulação do barco, garçons, ajudantes dos garçons, etc., estavam muito familiarizados com ela.
Perguntei ao garçom que nos atendia quem era , e esperava que respondesse ser ela a dona da companhia de cruzeiros, mas respondeu que não.
Ela apenas estava sempre a bordo....
Uma tarde quando estávamos saindo do restaurante cruzamos com ela e aproveitei para cumprimentá-la.
Conversamos um pouco e passado um tempo lhe disse:
"Pelo que entendi a senhora têm estado sempre neste barco. Ela me respondeu: "Sim, é verdade".
Disse a ela que não entendia a razão e ela me respondeu, sem pensar:
É que sai mais barato que um asilo para velhos .
Não ficarei num asilo nunca e de agora em adiante fico viajando nestes cruzeiros até a morte.
O custo médio para se cuidar de um velho nestes asilos é de 200 dólares por dia.
Verifiquei com o deptº de reservas que posso obter um desconto quando compro os cruzeiros com bastante antecipação mais o desconto para pessoas de mais idade, chegando a 135 dólares por dia.
A viagem me sai 65 dolares diários e mais:
1) Pago 10 dolares diários de gorgetas.
2) Tenho mais de 10 refeições diárias se quero ir aos restaurantes, ou posso ter o serviço na minha cabine, o que significa dizer que posso ter o café da manhã na cama, todos os dias da semana.
3) O barco tem 3 piscinas, um salão de ginástica, lavadoras e secadoras de roupa grátis, biblioteca, bar, internet, cafés, cinema, show todas as noites e uma paisagem diferente cada dia.
4) Creme dental, secador de cabelo, sabonetes e shampoo grátis.
5) Te tratam como cliente e não como paciente. Com uma gorgeta extra de 5 dolares, terás todo o pessoal de serviço trabalhando para te ajudar.
6) Conheço pessoas novas a cada 7 ou 14 dias.
7) A TV estragou? Necessitas trocar a lampada? Quer que troquem o colchão? Não tem problema. Eles consertam tudo e te pedem desculpas pelos inconvenientes.
Lavam a roupa de cama e as toalhas todos os dias, e não tens que pedir. 
9) Se voce cai num asilo de velhos e quebra a bacia, tua única saída é o plano médico.
Se cair e se machucar em algum barco vão te acomodar em uma suite de luxo pelo resto da tua vida.
Agora vou te contar o melhor escolho o roteiro posso viajar pela América do Sul, Canal do Panamá, Tahiti, Caribe, Australia, Mediterraneo, Nova Zelandia, pelos fjords, Ásia ou menciona aonde queres ir.
A companhia está pronta para te levar.
Por isto meu caro, não me procures em um asilo para velhos.
Viver entre ... 4 paredes ... e um jardim ... como paciente de hospital, .
Nunca !
Ia esquecendo, tem mais, se voce morre te atiram ao mar sem nenhum custo adicional.
(Colaboração: Tadeu)


CADA DIA...
Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos. Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos. Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.
Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego... Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria. Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.
Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita. Às vezes, dá tudo, tudo errado! Você pensa que escolheu a profissão errada, que você não consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas...Parece que você caiu e não consegue levantar...Está a ponto de perder o ar... Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.
Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira. E aí... Você pode mudar a sua vida! Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar. Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá. Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.
Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido. Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida! Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria. Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe...
Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles. Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e...Confie! Entenda que a vida é bela, mas nem tanto... Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.
Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás... Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho... A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela... 
De Lilian Roque de Oliveira
(Colaboração: Iga)


PLANEJAMENTO É EXERCÍCIO PARA MANTER-SE EM FORMA
18 de outubro de 2006, 23:44
Só dois motivos justificam o fato de uma pessoa precisar de esforço sobre-humano para realizar seu trabalho: ou não está devidamente capacitada ou o planejamento foi mal feito. Por Francisco Higa
Planejar sem uma avaliação do grau de comprometimento assumido é comportamento típico de quem confia apenas na capacidade de improvisação e em uma boa dose de “sorte” para alcançar seus objetivos. Se as coisas não derem certo, recorrem à criatividade para justificar os motivos ou até para buscar algum culpado.
Sabemos que o prazo, os recursos (pessoas, equipamentos, softwares) e o investimento requerido são os três fatores dos quais depende a viabilidade de qualquer projeto. Por isso eles precisam ser dimensionados sem devaneios, já que o resultado será diretamente proporcional à disponibilidade destes fatores.
Óbvio? É tão óbvio que o ato de planejar acaba sendo encarado como uma atividade de rotina, realizado sem a seriedade necessária e desta forma capaz de gerar os equívocos mencionados.
A questão é despertar o interesse pelo ato de planejar, sem querer minimizar a importância das ferramentas e técnicas de planejamento e gestão de projetos. Os papéis, gráficos e cronogramas são importantes para documentar o resultado do planejamento, entretanto o fundamental é o exercício de pensar no que fazer, como fazer, com quem fazer, no prazo que nos resta, nas eventuais barreiras a enfrentar e, sobretudo, no chamado plano “B” caso algo saia diferente do previsto inicialmente.
Planejar é como treinar para o jogo
O exercício de planejar tem a mesma eficácia dos treinos antes de um jogo importante. É extrair das experiências anteriores as condicionantes necessárias para fazer as coisas acontecerem. Isso é o processo de planejamento.
Ter sucesso em uma iniciativa no passado não significa a garantia de sucessos repetidos. Mesmo os profissionais mais experientes podem deixar o barco afundar ao negligenciar a necessidade de “treinar”, ou melhor, de planejar sua próxima investida. E diante da possibilidade de fracasso, deposita em sua equipe a missão de resgatar a todo custo os atrasos e a correção dos desvios de percurso.
O maior problema desses equívocos, que acabam gerando projetos já fracassados, é a injusta desmoralização do planejamento e a conseqüente desmotivação em relação ao ato de planejar.
O fator humano
É um círculo vicioso: se planejo, mas nada acontece como foi planejado, então não vale a pena perder muito tempo planejando. E é muito difícil o planejador admitir que o problema está nele, e não no planejamento enquanto processo.
Outro motivo que leva o gestor a cometer enganos no planejamento é o desconhecimento ou o esquecimento de suas próprias limitações. Todos nós, em nosso dia-a-dia, lidamos com atividades, circunstâncias e eventos naturais situados em duas áreas distintas: uma sobre a qual temos domínio, e outra que independe de nossa vontade, mas que podemos influenciar.
Entender a relação entre domínio e influência requer mais do que uma boa formação técnica: requer, principalmente, uma boa dose de humildade para aceitar que nem todos os que estão ao meu redor têm o mesmo comportamento diante das mesmas situações.
Ter consciência daquilo que está sob o meu domínio e saber analisar as situações que deveriam estar numa área de influência é mais ou menos como estudar as jogadas de uma partida de xadrez. Quanto maior o número de jogadas você puder prever, maior será a sua chance de sucesso.
(Colaboração: A.M.B.)


REPUTAÇÃO SITIADA
Uma boa reputação é como a empresa falando dela mesmo pelas suas atitudes práticas. No Brasil dos dias atuais, a linguagem dos fatos sugere que os cuidados com a boa reputação estão ficando, a cada dia, mais distante do que seria ideal.
Vejamos alguns números emblemáticos:
- 350 mil processos contra bancos, por parte de clientes que se sentem lesados, de acordo com dados de estudos Ibemec Direito, com base em amostras pesquisadas em São Paulo e Rio de Janeiro.
- 1.105 queixas de consumidores de cartões de crédito registradas no Procon, somente nos seis primeiros meses de 2006, o que representa 37,81% de todas as reclamações feitas contra instituições financeiras.
- 4.532 reclamações formais, também no Procon, contra companhias aéreas.
Os números são muito mais abrangentes quando se contabilizam processos e queixas contra companhias telefônicas, serviços públicos em geral e empresas de bens de consumo.
Isto sem levar em conta os desgastes que a reputação das empresas têm sofrido com demissões e reestruturações feitas sem planejamento da comunicação junto à opinião pública, a exemplo do que aconteceu recentemente com a Volkswagen, no ABC paulista. A VW recuou das demissões anunciadas, em número superior a três mil, mas ficou a nódoa do comportamento socialmente não responsável.
Virou lugar comum entre muitas empresas virar as costas para o ambiente político. O fenômeno não é monopólio brasileiro, mas mundial.
Agora mesmo, a Hewlett-Packard enfrenta nos Estados Unidos forte pressão por parte da mídia porque cometeu irregularidades - a quebra de sigilo telefônico de diretores da empresa e de jornalistas - na tentativa de apurar um caso de espionagem. Não deu certo. O presidente da HP deverá perder o posto, pelo que noticiam os jornais americanos, entre eles o New York Times.
O que ocorre hoje é um grave conflito no campo do discurso e da prática. Como o lucro está sempre em primeiro lugar, o discurso de responsabilidade corporativa acaba sempre sendo mais intenso do que demonstram os testes da realidade.
O resultado é que as empresas perdem sempre. Prometem respeitar a força de trabalho, o meio-ambiente, os direitos humanos, as comunidades e as relações comerciais. Não cumprem. Os escândalos se sucedem. Se os políticos pecam pela corrupção, as empresas têm pecado por não perceber a força do cidadão e a evolução do aparato legal.
O caso brasileiro merece reflexão. Se o judiciário estivesse funcionando com agilidade, muitas empresas estariam com os dias contados ou já teriam quebrado, dado o volume de indenizações a pagar. O drama, porém, não é atenuado pela morosidade do judiciário. Cedo ou tarde a bomba relógio irá explodir e a conta terá que ser paga.
Em meio às empresas, os processos causam danos de toda ordem. Redução do valor das ações, queda dos financiamentos públicos e, claro, a perda de clientes. E há as pressões contra os governantes que precisam agir, sob pena da perda de votos. Como as perdas se acumulam, corroem por dentro e por fora a sustentabilidade dos negócios e dos administradores ineptos ou que fazem do desrespeito á lei um modelo de negócio.
Não chegamos ainda ao estágio europeu e americano onde a sociedade tem se mobilizado para atacar frontalmente a dessintonia entre o discurso e a prática das empresas. Mas vamos chegar lá.
O ativismo está chegando em marcha forçada. Um estudo da consultoria Strativity Group, divulgado pela revista Exame de setembro deste ano, revela que as empresas vêm deixando os clientes em segundo plano, embora apregoem que ele está sempre sem primeiro lugar. Conclui: 90% das empresas não têm a mínima idéia do impacto financeiro que as reclamações causam aos seus negócios.
Mais: 70% admitem que seus lideres não mantêm contato com freqüente com os consumidores e somente 46% afirmam que seus clientes estão satisfeitos. Os dados são de 2005 e fazem parte de um levantamento global. Seria diferente no Brasil? Não. Certamente, aqui as coisas devem estar bem pior.
Francisco Viana é jornalista, consultor de empresas e autor do livro Hermes, a divina arte da comunicação.
Fonte: Portal Terra - Terra Magazine de setembro de 2006
(Colaboração: A.M.B.)
 
O QUE AS ESCOLAS NÃO ENSINAM
Aqui estão alguns conselhos que Bill Gates recentemente ditou em uma conferência em uma escola secundária sobre 11 coisas que estudantes não aprenderiam na escola. Ele fala sobre como a "política educacional de vida fácil para as crianças" tem criado uma geração sem conceito da realidade, e como esta política tem levado as pessoas a falharem em suas vidas posteriores à escola. Muito conciso, todos esperavam que ele fosse fazer um discurso de uma hora ou mais, ele falou por menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero a jato ...
Regra 1: A vida não é fácil acostume-se com isso.
Regra 2: O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.
Regra 3: Você não ganhará R$ 20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição, antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.
Regra 4: Se você acha seu professor rude, espere até ter um Chefe. Ele não terá pena de você.
Regra 5: Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.
Regra 6: Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.
Regra 7: Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos". Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.
Regra 8: Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido, RUA !!! Faça certo da primeira vez.
Regra 9: A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
Regra10: Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.
Regra11: Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.
Bill Gates
Dono da maior fortuna pessoal do mundo, e da Microsoft, a única empresa que enfrentou e venceu a Big Blue (IBM) desde a sua fundação em meados de 1900 ... A empresa que construiu o primeiro Cérebro Eletrônico (computador) do mundo.
(Colaboração: Silvério)


 

 

editorial
cantinho do humor
coluna do canalha
eu digital
falou no FM? tá falado!
fazendo direito
formandos & formados
futebol show
manchetes da semana
marilene carolina
nossos colunistas
pense!
rapidinhas
turmas do FM
a jente herramos
fotos de eventos
trabalhos publicados
  buscar:     
fale conosco
Troque uma idéia com o Cara, Carinha e Canalha, 24 horas por dia.
histórico
“O jornal paralelo oficial dos alunos da FNH”?
créditos
Por trás de um grande site tem sempre uma grande empresa, clique e veja.
pensamentos

27/08/2017
PENSANDO NA VIDA... >>


09/04/2017
PENSANDO E PENSANDO... >>


18/02/2017
PENSANDO NO EGO... >>


30/12/2016
PENSANDO NAS ORIGENS... >>


14/10/2016
PENSE FORA DO AQUÁRIO... >>


27/08/2016
PENSANDO NAS APARÊNCIAS... >>


02/07/2016
PENSANDO NAS CRIANÇAS >>


30/04/2016
PENSE FORA DA CAIXINHA... >>


14/03/2016
PENSANDO NA FELICIDADE... >>


17/01/2016
PENSANDO NO MUNDO DE HOJE... >>


21/12/2015
PENSANDO NAS FILAS... >>


02/12/2015
PENSANDO NO PRÓXIMO... >>


25/10/2015
PENSANDO NO COLETIVO >>


20/09/2015
PENSANDO NA VIDA >>


14/06/2015
PENSANDO NO PLANETA... >>


05/06/2015
PENSANDO NAS ABELHAS >>


22/04/2015
PENSANDO NA CAPITAL... >>


25/03/2015
PENSANDO NOS CHEFES... >>


22/02/2015
PENSANDO NO FUTURO... >>


18/01/2015
PENSANDO NO FUTURO >>


11/12/2014
PENSANDO NAS APARÊNCIAS... >>


15/11/2014
PENSANDO NA ORIGINALIDADE >>


14/10/2014
PENSANDO NO FUTURO >>


17/09/2014
PENSANDO NAS ELEIÇÕES >>


31/08/2014
PENSANDO NA FILOSOFIA... >>


16/08/2014
PENSANDO NO SER HUMANO... >>


27/07/2014
PENSANDO EM VIDA... >>


13/07/2014
PENSANDO NA REDE >>


09/06/2014
PENSANDO NAS MARCAS... >>


28/05/2014
PENSANDO NA GENEROSIDADE >>


08/05/2014
PENSANDO NA HUMANIDADE >>


26/04/2014
PENSANDO NOS LIMITES... >>


09/04/2014
PENSANDO NO FIM DE SEMANA... >>


21/03/2014
PENSANDO NOS SENTIMENTOS >>


08/03/2014
PENSANDO NA EDUCAÇÃO >>


22/02/2014
PENSANDO EM POLÍTICA... >>


07/02/2014
PENSANDO NA HUMANIDADE... >>


24/01/2014
PENSANDO NOS CACHORROS... >>


10/01/2014
PENSANDO EM RESPEITO >>


24/12/2013
PENSANDO NO SOL >>


16/12/2013
PENSANDO NA VIDA... >>


07/12/2013
PENSANDO NA REDE... >>


24/11/2013
PENSANDO NA IGUALDADE >>


18/11/2013
PENSANDO NO MENSALÃO >>


03/11/2013
PENSANDO NA VIDA... >>


26/10/2013
PENSANDO NA LIDERANÇA... >>


19/10/2013
PENSANDO NA LITERATURA >>


12/10/2013
PENSANDO NAS MENINAS >>


05/10/2013
PENSANDO NO EMPREENDEDORISMO >>


25/09/2013
PENSANDO EM ARQUITETURA >>


13/09/2013
PENSANDO NAS UNIVERSIDADES >>


08/09/2013
PENSANDO NA ECONOMIA >>


31/08/2013
PENSANDO NO TRABALHO >>


24/08/2013
PENSANDO NA CENSURA... >>


17/08/2013
PENSANDO NA “EVOLUÇÃO”... >>


10/08/2013
PENSANDO NAS AVES >>


03/08/2013
PENSANDO NO MUNDO >>


20/07/2013
PENSANDO EM LIVROS >>


13/07/2013
PENSANDO NA SAÚDE >>


06/07/2013
PENSANDO EM HOMENAGENS >>


27/06/2013
PENSANDO NO ESPAÇO >>


20/06/2013
PENSANDO NA VIDA >>


13/06/2013
PENSANDO NA INTELIGÊNCIA >>


06/06/2013
PENSANDO POSITIVO... >>


30/05/2013
PENSANDO DIFERENTE >>


25/05/2013
PENSANDO NO CÉREBRO HUMANO >>


05/05/2013
PENSANDO EM ARTES >>


29/04/2013
PENSANDO EM FENÔMENOS... >>


21/04/2013
PENSANDO EM REDAÇÕES >>


12/04/2013
PENSANDO NO PRÓPRIO INTERESSE >>


06/04/2013
PENSANDO NO SONO >>


29/03/2013
PENSANDO NA DIGNIDADE >>


22/03/2013
PENSANDO NOS ALIMENTOS >>


14/03/2013
PENSANDO EM... >>


07/03/2013
PENSANDO EM PROJETOS >>


28/02/2013
PENSANDO NO CLIMA >>


22/02/2013
PENSANDO NAS LINHAS DE NAZCA >>


14/02/2013
PENSANDO NA OBESIDADE >>


07/02/2013
PENSANDO NA OBESIDADE >>


31/01/2013
PENSANDO NO PÃO NOSSO DE CADA DIA... >>


24/01/2013
PENSANDO NA REDE SOCIAL >>


19/01/2013
PENSANDO NO SUCESSO >>


13/01/2013
PENSANDO NO INTERCÂMBIO >>


04/01/2013
PENSANDO NAS BOBAGENS CIENTÍFICAS >>


27/12/2012
PENSANDO NOS TERMOS MARCANTES >>


20/12/2012
PENSANDO NA LÍNGUA >>


13/12/2012
PENSANDO NA BONDADE >>


06/12/2012
PENSANDO NO AMBIENTE >>


30/11/2012
PENSANDO EM TALENTOS >>


23/11/2012
PENSANDO NOS RELACIONAMENTOS >>


15/11/2012
PENSANDO NA POLÍTICA >>


08/11/2012
PENSANDO NO RELACIONAMENTO >>


02/11/2012
PENSANDO EM HERÓIS >>


25/10/2012
PENSANDO NO FUTURO DO DESIGN >>


18/10/2012
PENSANDO NA EDUCAÇÃO E PROTEÇÃO ESPECIAL >>


11/10/2012
PENSANDO NA CORRUPÇÃO >>


03/10/2012
PENSANDO EM PROTEÇÃO >>


26/09/2012
PENSANDO NOS LIMITES >>


20/09/2012
PENSANDO NO ÁRTICO >>


12/09/2012
PENSANDO NOS OCEANOS >>


05/09/2012
PENSANDO NOS CADEIRANTES >>


30/08/2012
PENSANDO NA SAÚDE >>


24/08/2012
PENSANDO NA LIBERDADE >>


15/08/2012
PENSANDO NA ÁGUA >>


09/08/2012
PENSANDO NA VIDA >>


05/08/2012
PENSANDO NA INFORMAÇÃO >>


30/07/2012
PENSANDO NA ABERTURA >>


21/07/2012
PENSANDO NA LEITURA >>


12/07/2012
PENSANDO NA EDUCAÇÃO >>


05/07/2012
PENSANDO NAS OLIMPÍADAS >>


28/06/2012
PENSANDO NA CORRUPÇÃO >>


21/06/2012
PENSANDO NO AMBIENTE >>


16/06/2012
PENSANDO NO TIBET >>


09/06/2012
PENSANDO NO PRÓXIMO >>


02/06/2012
PENSANDO NAS ESCOLAS RURAIS >>


25/05/2012
PENSANDO NA DEMOCRACIA >>


12/05/2012
PENSANDO NA FELICIDADE >>


03/05/2012
PENSANDO EM RESTAURANTES... >>


28/04/2012
PENSANDO NAS FRONTEIRAS DO VALOR >>


21/04/2012
PENSANDO NAS GLADIADORAS >>


14/04/2012
PENSANDO NAS PARAOLIMPÍADAS... >>


05/04/2012
PENSANDO NA MONALISA >>


31/03/2012
PENSANDO EM 2016 >>


24/03/2012
PENSANDO NOS RIOS >>


15/03/2012
PENSANDO NAS ÁGUAS DE MARÇO >>


07/03/2012
PENSANDO NA NOVA GERAÇÃO >>


29/02/2012
PENSANDO NA UNIVERSIDADE ABERTA >>


22/02/2012
PENSANDO NAS ABELHAS >>


18/02/2012
PENSANDO NO TRABALHO >>


09/02/2012
PENSANDO NA MOTIVAÇÃO >>


02/02/2012
PENSANDO NA PAZ >>


28/01/2012
PENSANDO EM CAUSAS HUMANITÁRIAS >>


19/01/2012
PENSANDO NO PLANETA >>


13/01/2012
PENSANDO NA NEUROLOGIA >>


06/01/2012
PENSANDO NA IRONIA >>


31/12/2011
PENSANDO NA HISTÓRIA >>


22/12/2011
PENSANDO NA ARTE >>


18/12/2011
PENSANDO NO FUTURO >>


11/12/2011
PENSANDO EM AULAS >>


03/12/2011
PENSANDO NO EM EQUILÍBRIO >>


26/11/2011
PENSANDO NOS TUBARÕES >>


19/11/2011
PENSANDO EM MARTE >>


13/11/2011
PENSANDO NO CLIMA >>


02/11/2011
PENSANDO NO FUTURO >>


29/10/2011
PENSANDO NA SUSTENTABILIDADE >>


22/10/2011
PENSANDO NO PONTO DE EBULIÇÃO >>


12/10/2011
PENSANDO ROSA >>


05/10/2011
PENSANDO NOS GLADIADORES >>


28/09/2011
PENSANDO EM "GÊNIOS" >>


21/09/2011
PENSANDO NA EXISTÊNCIA >>


14/09/2011
PENSANDO NA TERRA >>


07/09/2011
PENSANDO NA ARTE >>


01/09/2011
PENSANDO EM PURIFICAÇÃO >>


26/08/2011
PENSANDO NA LINGUAGEM INTERNACIONAL >>


18/08/2011
PENSANDO NO ESPAÇO >>


11/08/2011
PENSANDO NO PROFESSOR >>


04/08/2011
PENSANDO NO AMBIENTE >>


28/07/2011
PENSANDO NA MITOLOGIA >>


21/07/2011
PENSANDO NA BUROCRACIA >>


17/07/2011
PENSANDO NO LEITE MATERNO >>


10/07/2011
PENSANDO NA MISTURA DOS SENTIDOS >>


01/07/2011
PENSANDO EM SISTEMAS SOLARES >>


23/06/2011
PENSANDO NA FOME >>


16/06/2011
PENSANDO NA VIDA >>


08/06/2011
PENSANDO NA MORTE >>


02/06/2011
PENSANDO NO MEIO AMBIENTE >>


26/05/2011
PENSANDO NO DESEJO >>


19/05/2011
PENSANDO NOS INCAS >>


12/05/2011
PENSANDO NAS ARANHAS >>


05/05/2011
PENSANDO EM SUPRIMENTO DE ÁGUA >>


26/04/2011
PENSANDO NAS CRIANÇAS >>


22/04/2011
PENSANDO NAS PESSOAS >>


14/04/2011
PENSANDO NA FAMÍLIA >>


08/04/2011
PENSANDO NA VIDA >>


31/03/2011
PENSANDO EM SOLUÇÕES VERDES >>


26/03/2011
PENSANDO EM DESIGN VERDE >>


17/03/2011
PENSANDO NA FAMÍLIA >>


10/03/2011
PENSANDO NOS ELEFANTES >>


03/03/2011
PENSANDO EM CONCURSO CIENTÍFICO >>


27/02/2011
PENSANDO NO AMOR >>


17/02/2011
PENSANDO NO PENSAMENTO >>


10/02/2011
PENSANDO NO SOL >>


03/02/2011
PENSANDO EM INOVAÇÃO, CRIATIVIDADE E EXPERIMENTAÇÃO... >>


27/01/2011
PENSANDO NAS CIDADES >>


20/01/2011
PENSANDO NOS PÁSSAROS >>


13/01/2011
PENSANDO NA POPULAÇÃO MUNDIAL >>


07/01/2011
PENSANDO NO TALÃO DE CHEQUE >>


30/12/2010
PENSANDO NA COMUNIDADE CIENTÍFICA >>


21/12/2010
PENSANDO NOS MELHORES DA DÉCADA >>


16/12/2010
PENSANDO EM EDUCAÇÃO >>


09/12/2010
PENSANDO NO SOCIAL >>


02/12/2010
PENSANDO NO CLIMA >>


25/11/2010
PENSANDO EM FLORES >>


20/11/2010
PENSANDO NA CONVERVAÇÃO >>


14/11/2010
PENSANDO NA BIODIVERSIDADE >>


04/11/2010
PENSANDO NO CÉU >>


29/10/2010
PENSANDO EM MAPAS >>


21/10/2010
PENSANDO EM ESTÍMULO CEREBRAL >>


14/10/2010
PENSANDO NO CANCER DE MAMA >>


07/10/2010
PENSANDO NA ÁFRICA >>


02/10/2010
PENSANDO EM CHAMPAGNE >>


24/09/2010
PENSANDO NO MUNDO >>


17/09/2010
PENSANDO EM INOVAÇÃO >>


09/09/2010
PENSANDO NAS ATITUDES >>


01/09/2010
PENSANDO NA SOLUÇÃO >>


26/08/2010
PENSANDO NAS HORAS >>


19/08/2010
PENSANDO NOS DIREITOS HUMANOS >>


12/08/2010
PENSANDO EM ÁGUA POTÁVEL >>


05/08/2010
PENSANDO EM UNIVERSIDADE >>


03/08/2010
PENSANDO EM EVOLUÇÃO >>


22/07/2010
PENSANDO NOS JOVENS >>


15/07/2010
PENSANDO EM ECLIPSES >>


08/07/2010
PENSANDO NA FELICIDADE >>


01/07/2010
PENSANDO NA VIOLÊNCIA >>


24/06/2010
PENSANDO EM INOVAÇÃO >>


17/06/2010
PENSANDO NOS ANIMAIS >>


10/06/2010
PENSANDO NO CONSUMO VERDE >>


03/06/2010
PENSANDO EM ALTA FREQUENCIA >>


27/05/2010
PENSANDO EM PENSAMENTO >>


23/05/2010
PENSANDO NA PAZ >>


13/05/2010
PENSANDO EM ALTA DEFINIÇÃO >>


07/05/2010
PENSANDO NO FIM DE UMA ERA >>


29/04/2010
PENSANDO EM ENERGIA >>


24/04/2010
PENSANDO EM ECO COKE >>


15/04/2010
PENSANDO NA INCONFIDÊNCIA >>


08/04/2010
PENSANDO EM TRADUÇÃO >>


01/04/2010
PENSANDO EM GUERNICA >>


25/03/2010
PENSANDO EM AR PURO >>


19/03/2010
PENSANDO EM BANHO DE ÁGUA VERDE >>


11/03/2010
PENSANDO EM SOLUÇÃO NUCLEAR >>


04/03/2010
PENSANDO NAS ALTURAS >>


25/02/2010
PENSANDO EM OBSERVAÇÃO PANORÂMICA >>


18/02/2010
PENSANDO NA ECOLOGIA >>


13/02/2010
PENSANDO EM CORAGEM >>


04/02/2010
PENSANDO NO FUTURO URBANO >>


29/01/2010
PENSANDO E QUESTIONANDO >>


23/01/2010
PENSANDO NA CRIAÇÃO >>


15/01/2010
PENSANDO EM BOA AÇÃO >>


24/12/2009
PENSANDO EM RECICLAGEM >>


17/12/2009
PENSANDO NA REDUÇÃO DE PLÁSTICO NO AMBIENTE >>


10/12/2009
PENSANDO NAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS >>


03/12/2009
PENSANDO NA MEMÓRIA >>


25/11/2009
PENSANDO NOS ANIMAIS SILVESTRES >>


20/11/2009
PENSANDO NA AMAZÔNIA >>


13/11/2009
PENSANDO NO ESPAÇO >>


05/11/2009
PENSANDO NO FUTURO >>


29/10/2009
PENSANDO NO PARAÍSO SUSTENTÁVEL >>


22/10/2009
PENSANDO EM LÁGRIMAS >>


16/10/2009
PENSANDO NA MAIOR FEIRA DE LIVROS DO MUNDO >>


08/10/2009
PENSANDO NOS PROFESSORES, PARABÉNS! >>


01/10/2009
PENSANDO EM MIGRAÇÃO >>


24/09/2009
PENSANDO NOS GOLFINHOS >>


17/09/2009
DIA INTERNACIONAL DA PAZ >>


10/09/2009
PENSANDO NO COMBATE À AIDS >>


03/09/2009
PENSANDO EM BLOG POLÊMICO >>


26/08/2009
PENSANDO EM FENÔMENOS V >>


20/08/2009
PENSANDO EM FENÔMENOS IV >>


13/08/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS III >>


06/08/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS II >>


29/07/2009
PENSANDO EM FONÔMENOS >>


24/07/2009
2009 - ANO DA FRANÇA NO BRASIL >>


14/07/2009
PENSANDO EM RECICLAGEM >>


09/07/2009
PENSANDO EM SEGURANÇA >>


03/07/2009
PENSANDO NO UNIVERSO >>


25/06/2009
PENSANDO NO ESPAÇO >>


19/06/2009
ADESIVOS SUSTENTÁVEIS >>


11/06/2009
PENSANDO EM FOTOGRAFIA >>


04/06/2009
PENSANDO NO AMBIENTE >>


28/05/2009
PENSANDO NA PAZ CELESTIAL >>


18/05/2009
PENSANDO EM "SHIT" >>


13/05/2009
PENSANDO NO CALHAMBEQUE DO FUTURO >>


07/05/2009
PENSANDO NA ADVERSIDADE >>


01/05/2009
PENSANDO EM ARTE A PARTIR DA ELETRICIDADE >>


22/04/2009
PENSANDO NO TRABALHADOR >>


15/04/2009
PENSANDO EM TIRADENTES >>


09/04/2009
PENSANDO NOS PROBLEMAS >>


01/04/2009
PENSANDO EM AMIZADE >>


25/03/2009
PENSANDO NOS ANIMAIS >>


19/03/2009
PENSANDO NA EMOÇÃO >>


12/03/2009
PENSANDO EM SHAKESPEARE >>


04/03/2009
PENSANDO EM RELACIONAMENTO >>


25/02/2009
PENSANDO NA VIDA >>


19/02/2009
PENSANDO EM BONDADE >>


12/02/2009
PENSANDO EM MONA LISA >>


06/02/2009
PENSANDO NO CARNAVAL >>


29/01/2009
PENSANDO NOS ESTUDOS >>


22/01/2009
PENSANDO NO INUSITADO >>


15/01/2009
LUMINOSIDADE >>


04/01/2009
PENSANDO EM TATUAGEM >>


02/01/2009
PENSANDO EM CUBA >>


25/12/2008
PENSANDO EM 2009 >>


18/12/2008
SEMPRE PENSANDO >>


11/12/2008
FELIZ 2000INOVE >>


04/12/2008
PENSANDO NO VAZIO >>


29/11/2008
PENSANDO EM SOLIDARIEDADE >>


20/11/2008
PENSANDO EM REFORMAS >>


13/11/2008
AO SUCESSO >>


06/11/2008
GRANDES EMPREENDEDORES! >>


30/10/2008
TEMPLO RECICLÁVEL >>


22/10/2008
PENSANDO EM XADREZ >>


16/10/2008
PENSANDO EM LITERATURA >>


10/10/2008
ORDEM DE GRANDEZA >>


01/10/2008
ALTOS E BAIXOS >>


25/09/2008
QUEM AMA, CUIDA! E PROTEGE O PATRIMÔNIO >>


16/09/2008
PENSANDO NA TRAIÇÃO >>


09/09/2008
PENSANDO EM DISCIPLINA >>


03/09/2008
PENSANDO NAS "BARBARIDADES" DO MUNDO >>


29/08/2008
PENSANDO BEM... >>


21/08/2008
PENSANDO EM PAZ >>


15/08/2008
ROSTOS E OLHARES >>


08/08/2008
PENSE NA MURALHA >>


31/07/2008
AS OLIMPÍADAS DA CHINA >>


27/07/2008
AMEAÇAS E OPORTUNIDADES >>


14/07/2008
CLIMA SAUDÁVEL >>


06/07/2008
LIDERANÇA GLOBAL >>


03/07/2008
ENVOLVIMENTO E COMPROMETIMENTO >>


26/06/2008
CRIATIVIDADE GIGANTESCA >>


19/06/2008
ARTE PURA >>


12/06/2008
PAIXÃO: A FORÇA QUE IMPULSIONA! >>


05/06/2008
COMPETITIVIDADE >>


29/05/2008
A SUPERAÇÃO DE OBSTÁCULOS >>


23/05/2008
OBRA-PRIMA >>


15/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMA V >>


10/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS IV >>


01/05/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS III >>


21/04/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS II >>


16/04/2008
EXPLOSÃO DE FORMAS >>


10/04/2008
REPENSE! >>


03/04/2008
MOTIVAÇÃO ESTRELAR >>


29/03/2008
PENSANDO E SOBREVIVENDO >>


21/03/2008
QUEM CUIDA DE VOCÊ, É VOCÊ MESMO! >>


15/03/2008
CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO >>


08/03/2008
AURORA BOREAL NO ALASKA >>


01/03/2008
ADVERSIDADES E OBSTÁCULOS >>


22/02/2008
A LIDERANÇA LUNAR >>


15/02/2008
OS CAMINHOS DA ADMINISTRAÇÃO >>


07/02/2008
COOPERAÇÃO E COLABORAÇÃO >>


30/01/2008
ROMPENDO COM O PASSADO E SE PREDISPONDO A MUDAR >>


24/01/2008
NOVOS VALORES E PRINCÍPIOS >>


19/01/2008
ÉTICA, QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA! >>


12/01/2008
MELHORAR CONTINUAMENTE É PRECISO... >>


30/12/2007
COMUNICAÇÃO E SINERGIA >>


23/12/2007
CADA SER HUMANO É ÚNICO... E DEVE SER VALORIZADO A CADA ANO... >>


16/12/2007
CAPITAL HUMANO >>


10/12/2007
A VIDA VALE A PENA >>


03/12/2007
PROTESTAR, REFLETIR E PENSAR... >>


26/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR V >>


19/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR IV >>


13/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR III >>


06/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR II >>


02/11/2007
ESTÁTUAS PELO MUNDO...PARA PENSAR E REFLETIR >>


25/10/2007
É PENSAR E REFLETIR... >>


17/10/2007
ELITE BRANCA??? >>


14/10/2007
O PROFESSOR DA ARTE - PAULO AUTRAN >>


30/09/2007
FOTOS PARA PENSAR VI >>


24/09/2007
FOTOS PARA PENSAR V >>


16/09/2007
FOTOS PARA PENSAR IV >>


10/09/2007
FOTOS PARA PENSAR III - WORLD TRADE CENTER >>


02/09/2007
FOTOS PARA PENSAR II >>


27/08/2007
FOTOS PARA PENSAR I >>


20/08/2007
É PRECISO PENSAR, NEM QUE SEJA PELADO!!! >>


13/08/2007
"NESSA LONGA ESTRADA DA VIDA..." >>


08/08/2007
HIROSHIMA - 62 ANOS >>


01/08/2007
ARROGÂNCIA >>


18/07/2007
5% OU 95%? ONDE VOCÊ SE ENCAIXA? >>


13/07/2007
EQUILÍBRIO E PLANEJAMENTO... >>


03/07/2007
ENTRE O CÉU E O INFERNO? >>


29/06/2007
RICOS CRESCEM MAIS NO PAÍS QUE NO MUNDO >>


18/06/2007
PENSAR OU RELAXAR E GOZAR? >>


17/06/2007
FEIRA DO LIVRO E ENCONTRO DE LITERATURA, NINGUÉM SEGURA "ECE" PAÍS... >>


04/06/2007
O FUTURO DO NOSSO PLANETA??? >>


28/05/2007
PROTESTO CONTRA A VIOLÊNCIA >>


21/05/2007
HÁ QUE SE PENSAR MUITO... >>


14/05/2007
A IMPORTÂNCIA DA BELEZA INTERIOR >>


07/05/2007
SEJA COMPETENTE >>


01/05/2007
VAMOS PENSAR MUITO SOBRE A ATUAL VIOLÊNCIA, PESSOAL!!! >>


23/04/2007
CHOCANTE! PARA PENSAR MESMO! >>


17/04/2007
FOTO QUE POR SI SÓ FALA A VERDADE >>


07/04/2007
IDÉIAS... >>


28/03/2007
É PARA PENSAR E AGIR... >>


21/03/2007
É REALMENTE PARA PENSAR E REFLETIR... >>


13/03/2007
DE PORTAS ABERTAS PARA A REFLEXÃO... >>


07/03/2007
TEMPO, FRASES, ANÚNCIOS DE EMPREGO... >>


03/03/2007
A VIDA É UM LIVRO ABERTO >>


14/02/2007
O SOL NASCEU PARA TODOS, BASTA PENSAR!!! >>


29/01/2007
VAMOS VIVENDO, VAMOS PENSANDO, VENDO AS HORAS, QUE VÃO PASSANDO... >>


14/12/2006
MENSAGEM DO ERNANI >>


04/12/2006
VAMOS TENTAR LIDAR MELHOR COM AS PESSOAS? COMO GENTE! >>


02/12/2006
100SACIONAL - SÓ AS MELHORES DO "PENSE!" >>


13/11/2006
HOMEM DE COR >>


09/11/2006
A LOGÍSTICA PORTUÁRIA EM QUESTÃO! >>


30/10/2006
PENSANDO EM POLÍTICA E RISCO... >>


23/10/2006
A VIDA CONTINUA... >>


17/10/2006
NÃO HÁ LIMITES PARA OS NOSSOS PENSAMENTOS! NEM O DESERTO! >>


09/10/2006
REFLEXÃO! >>


01/10/2006
O PODER DO PENSAMENTO E DA REFLEXÃO! >>


25/09/2006
QUAL O SEU TAMANHO? >>


21/09/2006
DEMOCRACIA É ISSO... >>


11/09/2006
PERGUNTARAM AO DALAI LAMA... >>


04/09/2006
O PODER DO PENSAMENTO >>


29/08/2006
NÃO VAMOS SILENCIAR! >>


21/08/2006
ATENDENDO O CLIENTE COM ELEGÊNCIA >>


20/08/2006
AMIGOS OU INIMIGOS? >>


24/06/2006
QUEM NÃO SE DEDICA SE COMPLICA! >>


12/06/2006
JOHN LENNON >>


04/06/2006
PARA REFLETIR >>


27/05/2006
QUEM SOMOS NÓS? >>


20/05/2006
SE INSPIRE NA VIDA DAS ÁGUIAS >>


14/05/2006
ANO DE ELEIÇÃO >>


07/05/2006
É CURIOSO! >>


01/05/2006
LAVAGEM CEREBRAL NA SALA DE AULA >>


27/04/2006
REUNIÕES! FIQUE ESPERTO! >>


27/04/2006
PONHA OS MIOLOS PRA TRABALHAR >>


06/04/2006
Pense >>


06/04/2006
SABEDORIA >>


23/03/2006
A ARTE DE PRODUZIR CLIENTES >>